Meditações Diárias | 30 de Maio | J.C. Philpot

|

Para que eu me alegre com a alegria da tua nação❞ (Salmos 106:5)

O que é “a alegria do povo de Deus”? Ser salvo “sem dinheiro e sem preço”; ser salvo pela graça – livre, rica, soberana e distintiva graça – sem uma partícula de obras, sem um grão de mérito da criatura, sem nada que provém da carne. Essa é “a alegria da nação de Deus”; regozijar-se na livre e superabundante graça sobre as abundâncias do pecado, a graça reinar triunfante sobre os terríveis males do nosso coração. É a graça que “alegra” o coração de um homem. Oh, quão doce e abençoada é a graça quando lida com nosso caso e alcança nossas almas. Oh! Que ajuda, que força, que descanso para uma alma pobre, cansada, aflita e exausta descobrir que a graça realizou todo o trabalho, sentir que a graça triunfou na cruz de Cristo, descobrir que nada é requerido, nada é necessário, nada deve ser feito. É um obra completa e perfeito, plena e consumada. Oh, quão doce é o dom quando isso atinge o coração, alcança a consciência e é derramado abençoadamente na alma.

Essa é “a alegria da nação de Deus”. Alegra o coração do povo de Deus saber que a obra está terminada, que a guerra está vencida e que a Igreja de Deus “recebeu da mão do Senhor o dobro por todos os seus pecados”; este é o som reconfortante com o qual Deus “consola o Seu povo”; isso faz a nação feliz e seu coração saltar e dançar de alegria.

O seu coração já saltou com esse som? Nem por um momento? A graça já soou docemente em sua alma e fez o seu próprio coração saltar em seu interior? Se isso já aconteceu, você conhece o que é “a alegria da nação de Deus”.

 

Título original: Daily Portions — Via: GraceGems.org: • Traduzido e publicado com permissão. Tradução por Juliana e Ana Beatriz Oliveira Meninel • Revisão por Camila Rebeca Teixeira