Meditações Diárias | 12 de Junho | J.C. Philpot

|

Siga a justiça.  (1 Timóteo 6:11)

Podemos entender duas coisas por essa expressão. Em primeiro lugar, a revelação para a consciência da justiça imputada de Cristo, para a justificação; e, em segundo lugar, a comunicação à alma de natureza divina ou justa, pela qual produz os frutos da sinceridade e da retidão diante de Deus. Ambos devem ser seguidos.

Mas pode ser perguntado: Por que o primeiro, se um homem tem conhecimento de sua justificação, e um senso de sua aceitação diante de Deus? Porém, por um tempo, pode não haver um senso de participação na gloriosa justiça de Jesus, e o testemunho interior do Espírito ser perdido no desfrute deles, ou pelo menos consideravelmente diminuído?

Nós lemos (Lucas 15:8) sobre a mulher que perdeu uma moeda de prata. Não houve a iluminação da vela, uma varredura da casa e uma busca diligente em todos os cantos até que fosse encontrada novamente? O dinheiro da mulher não estava realmente perdido; ainda estava na casa; mas quanto à sua percepção, estava tão perdida como se nunca fosse possuí-la novamente.

Assim, uma senso da aceitação e justificação por meio da justiça de Cristo, essa preciosa moeda celeste pode ser perdida por um tempo quanto à nossa percepção, embora não esteja realmente perdida no coração. E o que a alma que a tenha perdido fará, senão diligentemente vasculhar a casa em cada canto, pela vela do Espírito, até encontrar novamente tal moeda?

 

Título original: Daily Portions — Via: GraceGems.org: • Traduzido e publicado com permissão. Tradução por Juliana e Ana Beatriz Oliveira Meninel • Revisão por Camila Teixeira