Informação adicional

Uma Biografia de Arthur Walkington Pink, por Erroll Hulse

REF: a42489fdc926 Categoria:

Descrição

Louvamos a Deus, pela providencial dádiva do acesso a escritos de A. W. Pink, e de agora, podermos considerar sobre sua vida repleta da graça de Deus, fé que opera pelo amor ao Deus Triuno, e de um santo zelo por viver e anunciar a Santa Verdade como ela é em Cristo Jesus, conforme a Escritura nos revela de modo inerrante e suficiente.

Esta é uma das biografias mais amoráveis que já lemos.

Este inspirador e comovente relato da história de Pink fez-me lembrar deste versículo: “[…] o povo que conhece ao seu Deus se tornará forte e fará proezas” (Daniel 11:32). Convidamos para que conheçam um pouco mais sobre a vida deste servo de Deus, e que o Senhor se agrade em abençoar tais considerações a todos nós!

***

Eis um esboço desta biografia:

1. Início da vida.

– Simultaneamente à conversão de Pink, ocorreu um chamado para o ministério Cristão.

– De Los Angeles, ele se mudou para Kentucky. Foi ali que ele conheceu e se casou com Vera E. Russell. Não poderia ter sido um melhor presente do céu.

– A próxima mudança foi para Spartanburg, Carolina do Sul, de 1917 a 1920 […] ele e Vera viviam em uma pequena casa de madeira sustentada por colunas de madeira. O aquecimento era inadequado e, no inverno gelado a casa era como uma caixa de gelo. Foi durante esse tempo que Pink começou a escrever livros. Houve dois significativos: um com o título “Divine Inspiration of the Bible” (Inspiração Divina da Bíblia), e segundo “The Sovereignty of God” (A Soberania de Deus) …

– Em 1921, Arthur e Vera voltaram à Pensilvânia. A compilação mensal, os Estudos nas Escrituras, apareceu pela primeira vez em 1922. Esta revista esteve ativa de forma contínua, sem interrupção por 32 anos, até a morte de Arthur em 1952.

– Durante 1923, Arthur caiu em uma profunda depressão…

– Em 1924, uma importante nova direção veio em forma de cartas de convite, de uma editora em Sydney, na Austrália.

2. A Experiência de Pink na Austrália.

O casal Pink esteve por um total de três anos e meio na Austrália. Esse período foi para eles o melhor, mas também tornou-se no pior. Após a chegada, Arthur teve mais convites do que ele, possivelmente, cumpriria. Inicialmente o seu ministério na Austrália foi um grande sucesso. Uma multidão se reuniu; igrejas foram preenchidas; crentes foram reavivados; e almas foram conduzidas ao Salvador […] Este período revelou-se de grande alegria.

– […] a União Batista de de New South Wales publicou uma declaração de que eles concordavam, por unanimidade, em não apoiar o seu ministério.

– Foi neste momento que uma das três Igrejas Batistas Restritas e Particulares convidaram Pink para tornar-se o seu pastor.

– Tribulação, no entanto, era iminente.

3. O Impacto do Ministério de Escrita de Pink.

– Se a história tivesse progredido normalmente, Arthur Pink teria sido esquecido.

***

Conheçamos e prossigamos em conhecer ao Senhor, que Deus nos fortaleça, e nos ajude a fazer proezas em Seu nome, para a Sua glória. Que Deus nos ajude! Amém!

***

Nos despedimos, como ele: “As Escrituras explicam a si mesmas” — Pink.

***

Sola Scriptura! Solus Christus! Soli Deo Gloria!
 

Informação adicional