Textos

Devocional Banco da Fé • 21 de Dezembro

Da Ira ao Amor

 

“Tornará a apiedar-se de nós; sujeitará as nossas iniquidades, e tu lançarás todos os seus pecados nas profundezas do mar.” (Miquéias 7:19)

 

Deus nunca se arrepende de Seu amor, mas Ele logo deixa a Sua ira. Seu amor ao Seu eleito é de acordo com a Sua natureza; Sua ira é apenas de acordo com o Seu ofício. Ele ama porque Ele é amor; Ele Se ira, porque isso é necessário para o nosso bem. Ele voltará ao lugar onde o coração descansa, ou seja, Seu amor a Si mesmo e então Ele terá piedade de nossas dores e acabará com elas.

 

Que promessa preciosa: “Sujeitará as nossas iniquidades”! Ele as vencerá. Elas bradam para nos escravizar, mas o Senhor nos dará vitória sobre elas por Sua própria destra. Como os cananeus, as nossas iniquidades serão abatidas, colocadas sob jugo e, finalmente, mortas.

 

Quanto à culpa de nossos pecados, quão gloriosamente esta é removida! “Todos os seus pecados”: sim, todo o exército deles; “Tu lançarás”: somente um braço todo-poderoso pode realizar tal maravilha; “Nas profundezas do mar”: onde o faraó e os seus carros caíram. Não nas águas rasas das quais eles possam ser levados pela maré, mas os nossos pecados serão arremessados nas “profundezas”. Eles todos se foram. Eles desceram às profundezas como uma pedra. Aleluia! Aleluia!

TEMAS

AUTORES

ARQUIVOS

INSCREVA PARA RECEBER
NOSSAS ATUALIZAÇÕES: