Textos

A Doutrina da Salvação pela Fé Prova que o “Livre-Arbítrio” é Falso │ Martinho Lutero │ ❝Citações❞ #4

 

A citação de hoje é de Martinho Lutero, retirada do livro “Nascido Escravo” — que é um resumo da sua obra clássica, “A Escravidão da Vontade” (De Servo Arbitrio) — publicado em português pela Editora Fiel.

Martinho escreveu “A Escravidão da Vontade” em reposta à obra “Sobre o Livre-Arbítrio” (De Libero Arbitrio) do humanista e célebre erudito Católico Erasmo de Roterdã. A seguinte fala de Lutero nos dá uma ideia do porquê Lutero respondeu a Erasmo:

 

“Ora meu bom Erasmo”, ele escreve, “somente tu tens atacado a verdadeira questão, a essência do que se disputa aqui, e não me cansaste com irrelevâncias sobre papado, purgatório, indulgências e tais trivialidades (pois são trivialidades mais do que as questões básicas), com que quase todos antes de ti têm me caçado sem êxito. Tu, e somente tu, tens visto a pergunta sobre a qual tudo o mais se dobra, e tens mirado o ponto essencial; por isso sinceramente te agradeço”.*

 

Lutero respondeu a Erasmo porque julgou que ele foi o único que finalmente atacou “a verdadeira questão”, a “pergunta sobre a qual tudo o mais se dobra” e o “ponto essencial”. Do que Lutero estava falado? Sobre a doutrina bíblica justificação pela fé! Como um homem é salvo? Erasmo rezava: fé mais boas obras humanos feitas segundo o uso do livre-arbítrio; Lutero rugia: O arbítrio do homem não é livre, mas escravo do pecado, por isso se qualquer homem for salvo ele dever ser salvo pela fé e pela fé somente, sem as obras da lei!

Sem mais delongas. A 4ª citação de nossa série é a seguinte:

 

❝A doutrina da salvação pela fé prova que o “livre-arbítrio” é falso... A doutrina da salvação pela fé é completamente contrária a qualquer ideia de “livre-arbítrio”.❞**

 

Essa citação de Martinho Lutero é extraída do Capítulo 1, onde postula o seu Argumento 5 com a sentença: “A doutrina da salvação pela fé prova que o ‘livre-arbítrio’ é falso” (p. 26), e esse quinto argumento é resumido (ou talvez parafraseado) pela frase com a qual é concluído: “A doutrina da salvação pela fé é completamente contrária a qualquer ideia de ‘livre-arbítrio’” (p. 27). Essas duas frases resumem o pensamento de todo o livro e o verdadeiro pensamento da Reforma Protestante! Afastar-se desse pensamento bíblico foi uma tragédia para a Igreja, como hoje em dia claramente se vê.

Lutero e os outros Reformadores com as Escrituras abertas declararam que a fé salvífica é um dom gracioso de Deus, é uma obra de Deus e não do homem (João 6:29; Filipenses 1:29), é um fruto e obra do Espírito de Cristo e não um fruto do livre-arbítrio em cooperação com uma suposta “graça” (Gálatas 5:22; 1 Coríntios 2:9-12). A ideia de salvação pelo livre-arbítrio é completamente oposta ao claro ensinamento bíblico de salvação pela graça somente, mediante a fé somente, e isso não vem do homem ou das obras do homem em qualquer sentido, mas de Deus somente (Efésios 2:1-9; Romanos 6:23).

Quando a Bíblia fala de salvação, ela nunca confunde graça com obras, ela é muito clara em dizer que “se é por graça, já não é pelas obras; de outra maneira, a graça já não é graça. Se, porém, é pelas obras, já não é mais graça; de outra maneira a obra já não é obra” (Romanos 11:6). Em matéria de salvação, se temos 99,99% de graça e 0,01% de obras humanas, simplesmente “a graça já não é graça”. Alguns confundem fé com obras e graça com livre-arbítrio, e o resultado disto é um abismo de incoerência bíblica e autocontradição!

É surpreendente para mim que neste ano de 2017 muitos “Erasmos” estarão comemorando o aniversário da Reforma Protestante, isto é, este ano muitos “protestantes” e “evangélicos” comemorarão a Reforma Protestante, contudo, essas mesmas pessoas, como Erasmo de Roterdã, são firmes opositoras aos ensinos bíblicos de Lutero, e se for examinado mais de perto, será visto que eles concordam mais com a doutrina de livre-arbítrio e de salvação pelas obras dos Papistas do que com Lutero e a doutrina bíblica da justificação pela fé somente!

Que nós possamos retornar à fé das Escrituras Sagradas, e sustentar de forma bíblica e coerente a doutrina bíblica, protestante e reformada da justificação pela fé somente, pela graça somente, em Cristo somente e para a glória de Deus somente!

Sola Scritura! Sola Fide! Sola Gratia! Solus Christus! Soli Deo Gloria!

Se você é um verdadeiro Cristão Bíblico Protestante Reformado... Feliz 500 anos do maior avivamento bíblico da história da Igreja: A Reforma Protestante!

__________
* REEVES, Michael & CHESTER, Tim. Por que a Reforma Ainda é Importante. [Tradução: Elisabeth Gomes]. São José dos Campos, SP: Editora Fiel, 2017. p. 78.

** LUTERO, Martinho. Nascido Escravo. 2ª Ed. [Tradução: Editora Fiel]. São José dos Campos, SP: Editora Fiel, 2007. pp 26-27.

• Compre esse livro: https://www.editorafil.com.br/biografia/453-nascido-escravo.html

TEMAS

AUTORES

ARQUIVOS

INSCREVA PARA RECEBER
NOSSAS ATUALIZAÇÕES: