Textos

O Valor da Pregação Através dos Livros da Bíblia | Tom Hicks

Eu acredito que pregadores podem fielmente pregar sermões tópicos e temáticos que expliquem a Bíblia, e eles podem pregar sermões em textos particulares da Escritura sem que preguem através de livros inteiros da Bíblia. Mas aqui estão alguns motivos pelos quais a pregação através de livros inteiros da Bíblia é valiosa.

 

1. Pregar através dos livros da Bíblia nos força a lidar com tudo que a Bíblia tem a dizer. Algumas passagens da Escritura são difíceis de entender e algumas são difíceis de acreditar. Esse fato as vezes incitam pregadores a pregarem nas passagens fáceis. Mas, se pregarmos cada vez através de livros inteiros, então não temos escolha senão lidar com os textos difíceis, e debater com seus significados e aplicações, mesmo se seus significados e aplicações são difíceis e desconfortáveis para nós.

 

2. Pregar através de livros inteiros da Bíblia ao mesmo tempo nos previne contra a má interpretação da Bíblia porque nos força a lidar com cada verso da Bíblia no seu próprio contexto. É fácil tirar um versículo de contexto e fazê-lo dizer o que nós queremos que ele diga. Isso até pode acontecer inadivertidamente. Mas é muito mais difícil de interpretar mal a Bíblia se essas palavras e frases são estudadas no contexto da mensagem dos livros no qual elas foram são encontradas.

 

3. Pregar através de livros inteiros da Bíblia nos mantém longe de “cavalinhos de pau” ou temas favoritos. Seria fácil encontrar umas poucas coisas encorajadoras ou um grupo de distintivos (distintivos Batistas, Calvinismo, Arminianismo, visões sobre o milênio, etc.) na Escritura e restringir nossa pregação a esses itens. Mas se nós estudarmos sempre através dos livros inteiros, então teremos exatamente o equilíbrio de que aquilo que Deus pensa é apropriado, perfeito e enfatizando proporcionalmente o caráter de Deus, o julgamento, a graça, a cruz, o chamado para fé e arrependimento, como viver como cristãos, a igreja, céu e inferno, etc.

 

4. A pregação fiel através dos livros inteiros da Bíblia é centrada no plano redentor de Deus em Cristo. Quando a pregação expositiva através dos livros da Escritura é feita corretamente, ela revela uma unidade do propósito divino da salvação dos pecadores em Cristo. O pregador expositivo prega não apenas porções da Bíblia, mas a Bíblia inteira em cada sermão. Isso significa que a lei e o evangelho estão sempre presentes. Muitos sermões hoje são cheios de vulgaridades impotentes, os quais dão um conforto não verdadeiro, e de moralismos, que amarram a consciência. Mas, a pregação expositiva dirige o pregador para a toda doutrina e lei fundamentada na pessoa de Jesus Cristo.

 

5. Pregando através de livros inteiros permite o Espírito Santo, que escreveu a Escritura, estabelecer a agenda todo Domingo. Pregar dessa forma nos permite estudar e aplicar o que Deus falou na ordem na qual Deus o falou. O pregador expositivo não pode vir para o púlpito como um mestre que estabelece a agenda para a igreja a cada domingo. Antes, ele vem com um escravo para a agenda de Deus. Isso é benéfico tanto para o pregador como para a congregação. O papel do pregador não é o de um ch​ef, mas de um garçom, que simplesmente serve a comida que Deus tem preparado para Seu povo.

 

6. Nós devemos pregar através de livros inteiros a cada vez porque cada palavra da Bíblia é verdade. Se cada palavra não fosse verdade, então podemos selecionar e escolher dentre os textos da Escritura, optando por pregar e estudar o que acreditamos ser verdade, enquanto rejeitamos o resto. Mas, uma vez que cada palavra da Bíblia é verdade e expirada por Deus para nossa santificação, devemos pregar cada palavra da Bíblia.

 

7. Pregar através dos livros da Bíblia nos permite pensar nos pensamentos de Deus assim como Ele o faz. Se nós trabalharmos através de livros inteiros, então estamos aptos a seguir o próprio trem do pensamento lógico e argumentativo de Deus, enquanto esse trem nos conduz através de um livro. A Bíblia é a mente de Deus revelada, e se vamos conhecer a mente de Deus, nós devemos conhecer o que Seu livro diz na ordem em que o próprio livro o diz.

 

8. Pregar através dos livros da Bíblia treina a congregação ao correto manuseio da Palavra de Deus, e isso a ensina a reconhecer interpretações defeituosas. Quando uma congregação é acostumada a escutar exegeses sólidas, as quais envolve cuidadosamente o estudo do pano de fundo histórico do texto, os significados léxicos das palavras individuais, gramática, sintaxe e analise da fluência do pensamento do autor em cada perícope e livro, eles se tornam melhor equipados para estudar e aplicar a Bíblia em seus devocionais pessoais e familiares para Cristo.

 

9. Pregar através de livros inteiros da Bíblia coloca limites divinos na autoridade do pregador no púlpito. Se um pastor não está pregando através dos livros da Bíblia, então ele está livre para encontrar qualquer série de temas ou sub-temas que lhe agrada, os encadeando em qualquer forma que lhe agrada, e fazer qualquer ponto doutrinário e prático que lhe agrada. Isso é estratégia de seitas e de falsos mestres. Isso também é estratégia de igrejas orientadas para o consumidor que são mais focadas em resultados numéricos e em dinheiro do que na verdade divina. Em contraste, o pregador expositivo é um escravo do texto e a congregação é treinada para acreditar e fazer o que está claramente estabilizado pelo texto da Escritura. A Bíblia deve constranger o pastor. O pastor nunca deve constranger a Bíblia.

 

10. Pregações expositivas conduzem o pastor à maturidade. Quando um pastor se compromete com a pregação expositiva, ele não pode ser um pregador preguiçoso. Ele é forçado a trabalhar duro para entender o significado do texto e para fazer sua aplicação. Isso gloriosamente o chama para sua escrivaninha onde ele é forçado a estudar a Escritura. Isso é bom para a própria santificação de um pastor e, portanto, bom para a ovelha que ele pastoreia porque um pastor somente pode liderar o povo de Deus até o grau que ele mesmo ama e deleita-se no Senhor.

 

11. Pregar através dos livros da Bíblia suscita um apetite pela Palavra de Deus. Quando crentes genuínos são alimentados da Palavra de Deus, a fome deles não está saciada; antes, é intensificada! Pastores que pregam a Bíblia crescem em sua fome pela Escritura. Congregações de crentes que escutam a Palavra pregada, sentem mais fome dela.

 

12. Pregar através dos livros bíblicos educa pastores e congregações doutrinariamente. Em nosso contexto atual, muitas pregações estão vazias de conteúdo doutrinário. Mas a Bíblia está cheia dela. Precisamos desesperadamente retornar à pregação expositiva para que a igreja possa recuperar a compreensão da robustez da doutrina da Bíblia.

TEMAS

AUTORES

ARQUIVOS

INSCREVA PARA RECEBER
NOSSAS ATUALIZAÇÕES: