Não é Razoável que Pessoas Não-Convertidas se Alegrem, por Robert Murray M’Cheyne

|

“A espada, a espada está afiada e polida. Para grande matança está afiada, para reluzir está polida. Alegrar-nos-emos pois? A vara de meu filho é que despreza todo o madeiro.” (Ezequiel 21:9-10)

 

A partir do segundo verso deste capítulo, aprendemos que esta profecia foi dirigida contra Jerusalém: “Filho do homem, dirige o teu rosto contra Jerusalém, e derrama as tuas palavras sobre os santuários, e profetiza sobre a terra de Israel” [Ezequiel 21:2].

 

Já lhes disse que Ezequiel, embora ainda jovem, foi levado cativo por Nabucodonosor, e colocado, dentre um número de seus compatriotas, junto ao rio Quebar. Foi lá que ele profetizou durante um espaço de vinte e dois anos. A profecia que eu li foi profetizada no sétimo ano de seu cativeiro, e apenas três anos antes de Jerusalém ter sido destruída, e o templo queimado. A partir do versículo 2, aprendemos que estas palavras foram dirigidas contra Jerusalém, pois embora Deus tenha levado Ezequiel para longe para ministrar aos cativos, junto ao rio Quebar, contudo, fez-lhe enviar muitas mensagens de advertência e de misericórdia para sua amada Jerusalém. “Filho do homem, dirige o teu rosto contra Jerusalém, e derrama as tuas palavras sobre os santuários, e profetiza sobre a terra de Israel”.

 

Deus já havia cumprido muitas das palavras de Seus profetas contra Jerusalém. Ele tinha cumprido a palavra de Jeremias contra um dos seus reis (Jeoiaquim): “Em sepultura de jumento será sepultado, sendo arrastado e lançado para bem longe, fora das portas de Jerusalém” [Jeremias 22:18-19]. Ele tinha cumprido a palavra do mesmo profeta levando outro rei (Jeconias) para a Babilônia com todos os vasos preciosos da Casa do Senhor. Mas ainda assim, nem profecias nem julgamentos despertariam Jerusalém; de modo que nos é dito em 2 Crônicas 36:12 que o próximo rei, Zedequias, “fez o que era mau aos olhos do Senhor seu Deus; nem se humilhou perante o profeta Jeremias, que falava da parte do Senhor”, v. 14 em diante: “Também todos os chefes dos sacerdotes e o povo aumentavam de mais em mais as transgressões, segundo todas as abominações dos gentios; e contaminaram a casa do Senhor, que ele tinha santificado em Jerusalém. E o Senhor Deus de seus pais, falou-lhes constantemente por intermédio dos mensageiros, porque se compadeceu do Seu povo e da Sua habitação. Eles, porém, zombaram dos mensageiros de Deus, e desprezaram as suas palavras, e mofaram dos seus profetas; até que o furor do Senhor tanto subiu contra o Seu povo, que mais nenhum remédio houve”.

Foi em um momento de grande dureza e impenitência em Jerusalém que a profecia diante de mim foi entregue, e apenas três anos antes da ira de Deus ter sido derramada sobre eles até ao fim. (1) Tudo era alegria e sensualidade em Jerusalém. (2) Os falsos profetas profetizavam paz, e as pessoas gostavam que isto fosse assim. (3) Não havia som, senão o de festas no interior da devotada cidade. Mas no meio desse barulho e folia, o profeta solitário à beira do rio Quebar ouviu o murmúrio do trovão distante. O fiel servo de Deus viu Deus armando-se como um homem poderoso para a guerra, e a espada reluzente da vingança em Sua mão, e ele clama em alta voz, com trovões, para seus conterrâneos, todos à vontade, despertarem: “A espada, a espada está afiada e polida. Para grande matança está afiada, para reluzir está polida. Alegrar-nos-emos pois?”.

 

Meus amigos, aqueles de vocês que não são convertidos estão na mesma situação em que Jerusalém estava. Nos anos que agora passaram, como as brumas da manhã, quantas mensagens vocês tiveram da parte de Deus? Quantas vezes Ele enviou Seus mensageiros para vocês, madrugando e enviando-os? Sua Bíblia está em suas casas, um silencioso, mas um poderosíssimo defensor de Deus; Sua providência tem estado em suas famílias, na doença e morte, na abundância ou na pobreza, todos estes lhes rogando fugirem da ira vindoura e lhes suplicando para apegarem-se ao Senhor Jesus, o único, o Salvador todo-suficiente.

 

Todas estas mensagens têm vindo a vocês, e vocês ainda permanecem não-convertidos, ainda mortos, ossos secos, sem Cristo e sem Deus no mundo. E vocês estão dizendo: Alma, folgue, coma e beba, e seja feliz. Mas, meus amigos, ouçam mais uma vez, pois Deus não quer que ninguém pereça. Eu tenho uma palavra de Deus para ti: “A espada, a espada está afiada e polida. Para grande matança está afiada, para reluzir está polida. Alegrar-nos-emos pois?”.

 

Doutrina. Não é razoável que pessoas não-convertidas se alegrem.

 

1. Não é razoável, porque eles estão sob condenação. A espada está afiada e polida. Ela está afiada para fazer uma grande matança; está polida para reluzir. Deveríamos, então, nos alegrar? Há uma ideia comum de que os homens estão em liberdade condicional, como Adão estava, e que as pessoas sem Cristo não serão condenadas até o julgamento; mas este não é o caso. A Bíblia diz: “Aquele que não crê já está condenado” [João 3:18]. “Aquele que não crê no Filho não verá a vida, mas a ira de Deus sobre ele permanece” [João 3:36]. “Maldito (“é maldito” e não “será maldito”) aquele que não confirmar as palavras desta lei, não as cumprindo” [Deuteronômio 27:26]. Almas sem Cristo estão atualmente no poço horrível, toda a boca está calada, e elas são culpadas diante de Deus. Elas estão na prisão, prontas para serem levadas para a execução. Portanto, quando Deus nos envia a pregar às pessoas sem Cristo Ele chama isto de “pregar aos espíritos em prisão”, ou seja, que estão sob condenação. A espada não está somente desembainhada, está afiada e polida. Paira sobre as suas cabeças.

 

Vocês deveriam, então, alegrar-se? Não é razoável que um malfeitor condenado alegre-se. Será que não assombra grandemente toda mente sensível ver um grupo de homens condenados à morte reunidos e alegrando-se, falando de forma descontraída e fazendo zombarias, como se a espada não estivesse sobre eles? No entanto, este é o caso daqueles de vocês que não são convertidos e vivem vidas alegres. Você foi pesado na balança e achado em falta. Você foi condenado pelo justo juiz. Sua sentença está lavrada. Você está agora em prisão, e não pode sair dela; a espada é incitada e atraída por você. E oh! não é demasiado irracional alegrar-se? Não é mui irrazoável ser feliz e contente consigo mesmo e com seus amigos? Não é uma loucura cantar a canção do bêbado? “Comamos e bebamos, porque amanhã morreremos” [Isaías 22:13; 1 Coríntios 15:32]”.

 

2. Porque os instrumentos destruidores de Deus estão todos prontos. As pessoas sem Cristo já estão não apenas condenadas, mas os instrumentos de sua destruição estão prontos. A espada da vingança está afiada e polida. Quando as espadas estão guardadas no arsenal, são mantidas embotadas, para que a ferrugem não danifique seu fio; mas quando o trabalho deve ser feito, e elas são levadas para fora para a matança, então elas são amoladas e afiadas, tornando-se agudas e brilhantes. Assim é com a espada do carrasco; quando não está em uso, ela é mantida sem corte; mas quando o trabalho deve ser feito, está afiada e preparada. Ela está aguda e polida, pouco antes do golpe ser desferido, nitidamente cortante. Assim é com a espada da vingança de Deus. Não está embainhada e sem corte, está afiada e polida, está completamente pronta para fazer o seu trabalho, está bastante preparada para uma grande matança. A doença pelo qual cada homem não-convertido morrerá está completamente pronta, talvez esteja em suas veias, neste exato momento. O acidente pelo qual ele deve ser lançado na eternidade está completamente pronto, todas as partes e meios disso já estão arranjados. A seta que deve lhe ferir não está no arco, talvez tenha deixado a corda, e esteja agora mesmo voando em sua direção.

 

O lugar no inferno está completamente pronto para todas as almas não-convertidas. Quando Judas morreu, as Escrituras dizem: “ele foi para o seu próprio lugar” [Atos 1:25]. Este era seu lugar antes de ir para lá, estando mui preparado e pronto para ele. Como quando um homem se retira à noite ao seu quarto de dormir, diz-se que ele se foi para seu próprio quarto, assim, um lugar no inferno está completamente pronto para todas as pessoas sem Cristo. Este é o seu próprio lugar. Quando o homem rico morreu e foi sepultado, ele foi imediatamente para seu próprio lugar. Ele encontrou tudo pronto. Ele levantou os olhos no inferno, estando em tormentos. Então, o Inferno está completamente pronto para todas as pessoas sem Cristo. Foi preparado, há muito tempo, para o diabo e seus anjos. As chamas estão todas prontas, e totalmente inflamadas, ardendo.

 

Ah! Deverão, então, as almas sem Cristo alegrarem-se? Um malfeitor pode, talvez, dizer que ele seria feliz, desde que o patíbulo não fosse erigido para que ele morresse. Mas se lhe fosse dito que o patíbulo estava pronto, que a espada foi afiada e que o carrasco está pronto, oh! não seria loucura se ele se alegrasse? Ai! esta é a sua loucura, pobre alma sem Cristo. Você não está apenas condenada, mas a espada está afiada e pronta para ferir a sua alma; e você ainda pode ser feliz, e sonhar passar os seus dias e noites em prazeres que perecem pelo uso. A doença está pronta, o acidente está pronto, a seta está no arco, o túmulo está pronto, sim, o próprio inferno está pronto, o seu próprio lugar está preparado; e você ainda pode alegrar-se!? Você pode jogar e divertir-se em companhias. Quão verdadeiramente o seu riso é como o crepitar dos espinhos debaixo de uma panela: uma chama flamejante, e então a escuridão das trevas para sempre!

 

3. A espada pode vir a qualquer momento. As pessoas sem Cristo já não estão apenas condenadas, e não somente a espada da vingança está completamente pronta, mas a espada pode vir a qualquer momento. Não é assim com malfeitores; seu dia é determinado e anunciado a eles, para que eles possam contar seu tempo. Se eles têm muitos dias eles se alegram hoje, pelo menos, e ficam sérios amanhã. Mas não é assim com as pessoas sem Cristo; seu dia está determinado, mas não é dito para elas. Pode ser neste exato momento. Ah! eles devem, então, alegrarem-se?

 

Alguns malfeitores foram encontrados muito duros de coração até o fim. Muitos já receberam a sua sentença com muita indiferença, e com um semblante determinado. Alguns têm até mesmo ido para o patíbulo mui impassíveis; alguns até mesmo levemente, com o espírito descuidado. Mas quando a cabeça está posta sobre cepo, quando os olhos são cobertos, e seu pescoço é desnudado, quando a espada reluzente é suspensa, e pode descer a qualquer momento, este é um momento de terrível suspense. Seria muito horrível ver um homem tranquilo e de espírito descuidado, naquele momento. Oh! Não seria uma loucura estar feliz naquele momento!? Ai! Esta é a sua loucura, pobre alma sem Cristo. Você não está apenas condenada, e não somente a espada está pronta, mas pode cair sobre você a qualquer momento. Sua cabeça está posta, por assim dizer, no cepo. Seu pescoço está exposto diante de Deus, e a espada afiada está aguçada sobre você; e você ainda pode alegrar-se? Você pode entreter a sua mente com os negócios e as coisas do mundo, buscando riqueza, construindo e plantando, e se nesta noite a sua alma for requerida de você? Você pode preencher o seu tempo com jogos e diversões, livros tolos e companheiros divertidos? Você pode preencher suas horas depois do trabalho com a conversa fiada e comportamento lascivo, acrescentando pecado a pecado, entesourando ira para o dia da ira, quando você não sabe a que hora a ira de Deus pode vir sobre você finalmente? Você pode ir para sua cama à noite sem oração, com sua mente cheia de imaginações sombrias e horríveis que nem sequer podem ser mencionadas; você não poderia estar no inferno antes do amanhecer? A espada, a espada, está polida!

 

4. Porque Deus não fez nenhuma promessa para almas sem Cristo de deter a Sua mão nem por um só momento. Todas as promessas de Deus são sim e amém; ou seja, elas são verdadeiras. Ele sempre cumpre Suas promessas. Mas a mesma Bíblia diz que elas são “sim e amém em Cristo Jesus” [2 Coríntios 1:20]. Todas as promessas de Deus são feitas a Cristo e aos pecadores que se unem a Cristo. Eu acredito que é impossível, pela natureza das coisas, que Deus fizesse uma promessa a um homem não-convertido. Dessa forma, todas as promessas de Deus são feitas a Cristo, e a cada pecador que se une a Cristo. Mas as pessoas não-convertidas são aquelas que nunca vieram a Cristo; por conseguinte, não há promessas feitas para elas […]. Ele não promete em nenhum lugar mantê-los um momento sequer fora do inferno. “Alegrar-nos-emos pois?”.

 

Deixe-me falar com pessoas que estão sem Cristo, entregues à sua própria vontade. Sei que muitos de vocês que me ouvem estão sem Cristo; e ainda assim vocês percebem que vocês estão à vontade e felizes. Por que isso é assim? Isso é porque vocês esperam serem levados a Cristo antes de morrer. Vocês dizem: “outro dia servirá também, e eu te ouvirei novamente sobre esta questão”, e assim vocês se acomodam agora. Mas isso é muito irrazoável. Não é digno da racionalidade aquele que age desta forma. Em nenhum lugar Deus prometeu trazê-lo a Cristo antes de morrer. Deus não colocou-Se sob nenhum tipo de obrigação para com você. Ele não prometeu em nenhum lugar que você verá o amanhã, ou que você ouvirá outro sermão. Há um dia à mão quando você não mais verá o amanhã. Se este não for o último, há ainda um sermão a ser pregado, que será o último que você ouvirá.

 

Deixe-me falar com as pessoas sem Cristo que estão preocupadas em relação suas almas. Alguns que me ouvem sabem que eles estão sem Cristo, e isso os preocupa, e ainda deve-se temer que alguns estejam perdendo essa ansiedade, e agora voltando para as alegrias do mundo. Por que isso? Isto é o mais irrazoável. Se você ainda está fora de Cristo, embora tenha ficado preocupado por causa disto, lembre-se que Deus não fez promessas para salvar você. A espada ainda está mui polida e afiada sobre você. Ah! Então não se alegre. Esforce-se para entrar pela porta estreita. Tome o reino dos céus pela força. Porfie por ele. Nunca descanse até que você esteja nos laços da aliança. Depois, seja tão feliz enquanto o dia durar.

 

5. Há uma grande matança: “A espada! a espada!”.

 

Em primeiro lugar, grande porque será sobre todos os que estão sem Cristo. O horror do massacre em Jerusalém foi que todos foram mortos, tanto velhos como jovens. A ordem que o profeta ouviu foi: “Passai pela cidade após ele, e feri; não poupe o vosso olho, nem vos compadeçais. Matai velhos, jovens, virgens, meninos e mulheres, até exterminá-los; mas a todo o homem que tiver o sinal não vos chegueis” (Ezequiel 9:5-6). Tal é a grande matança que espera as almas não-convertidas. Todas as pessoas sem Cristo perecerão, jovens e velhos.

 

Deus não poupará nem se apiedará o Seu olho. Pensem nisso, pessoas idosas e de cabelos brancos, que viveram em pecado, e nunca vieram a Cristo: se vocês morrerem assim, certamente perecerão na grande matança. Pensem nisso, você, pessoas de meia-idade, comerciantes e trabalhadores, que ganham dinheiro, mas não vendem tudo pela pérola de valor. Pensem nisso Martas, que são estão ansiosas e afadigadas com muitas coisas, mas que se esquecem de uma coisa que é necessária, você também cairá na grande matança. Pensem nisto, jovens, que vivem sem oração, mas em alegrias e jovialidade, que se reúnem para zombar e se alegrar nas noites de Sabath, você que anda na vista de seus próprios olhos, você também cairá na grande matança. Pensem nisso, filhinhos, vocês que são o orgulho do coração de sua mãe, mas que se desviaram desde o ventre, falando mentiras [Salmos 58:3]. Filhinhos, que gostam de seus brinquedos, mas não gostam de aproximarem-se de Jesus Cristo, que é o Salvador de crianças pequenas, a espada virá sobre vocês também.

 

Oh! é um massacre dolorido, que não poupará o jovem, nem o belo, nem o amável; nem a mãe gentil e a criança carinhosa; nem a viúva e seu único filho. Então, devemos nos alegrar? Famílias não-convertidas, quando vocês se encontram à noite para gracejos e jogos uns com os outros, façam esta pergunta, deveríamos nos alegrar? É a sua alegria, razoável? É digna de seres racionais? Companheiros não-convertidos, que se encontram tantas vezes para regozijo e diversão, vocês devem juntamente se alegrarem quando vocês estão em tal caso? Ah! quão triste será o contraste quando Deus disser: “Atai-os em molhos para os queimar” [Mateus 13:30]

 

Em segundo lugar, grande matança, porque a espada é a espada de Deus. Se fosse apenas a espada do homem que é polida e afiada para a matança, não seria muito terrível. Mas é a espada de Deus todo-poderoso, e por isso é muito terrível. “Não temais os que matam o corpo e, depois, não têm mais que fazer. Mas eu vos mostrarei a quem deveis temer; temei aquele que, depois de matar, tem poder para lançar no inferno; sim, vos digo, a esse temei” [Lucas 12:4-5]. Se fosse a espada do homem, ele poderia atingir apenas o corpo; mas, ah! é a espada de Deus, e o ferro entra na alma. É a mesma espada que apareceu no jardim do Éden. “Uma espada inflamada que andava ao redor, para guardar o caminho da árvore da vida” [Gênesis 3:24]. É a mesma espada que perfurou o lado de Jesus Cristo em Sua agonia: “Ó espada, desperta-te contra o meu pastor, e contra o homem que é o meu companheiro, diz o Senhor dos Exércitos. Fere ao pastor, e espalhar-se-ão as ovelhas” [Zacarias 13:7]. É a espada de que Cristo fala, quando diz: “E cortá-lo-á, e destinará a sua parte com os hipócritas; ali haverá pranto e ranger de dentes” [Mateus 24:51 – tradução literal].

 

Queridos irmãos, não são algumas feridas na carne que essa espada fará. Ela cortará em pedaços, será um golpe mortal, morte eterna. Esta é a morte do corpo, mas a alma estará sempre morrendo, ainda assim, nunca morrerá.

 

1. Permita-me falar com o idoso. Pode haver algum me ouvindo em quem estas três coisas se encontram, a saber, ele está velho, sem Cristo e cheio de alegria. Oh! se houver um tal a me ouvir, considere seus caminhos; considere se a sua alegria pode ser digna de um ser racional. Eu lhe mostrei claramente a partir das Escrituras o que o seu caso é: (1) Que já estás condenado. (2) Essa espada de Deus está pronta. (3) Ela pode vir a qualquer momento. (4) Que Deus não te fez nenhuma promessa para refrear a Sua mão. E (5) isso será uma grande matança. Considere, então, se é razoável acreditar em uma mentira para enganar sua própria alma e dizer: Paz! Paz! quando não há paz. Segundo o curso normal das coisas, você deve em breve seguir o caminho de todos os viventes, você deve ser recolhido aos seus pais; e, em seguida, será cumprido tudo o que eu disse. Então você alegrar-se-á? Você está cambaleando à beira do inferno, e ainda vivendo sem oração e sem Cristo, e divertindo-se com ninharias, falando o repetindo os contos de sua juventude, e rindo nas brincadeiras costumeiras? Ai! Que profundidade de significado há ali na palavra de Salomão! “Ao riso disse: Está doido; e da alegria: De que serve esta? Até no riso o coração sente dor e o fim da alegria é tristeza” [Eclesiastes 2:2; Provérbios 14:13].

 

2. Deixe-me falar com o jovem. Pode haver muitos a me ouvir em quem estas três coisas se encontram: são jovens na idade, distantes de Cristo e, ainda assim, cheios de alegria. Agora, meus queridos amigos, peço que vocês considerem se a sua alegria é razoável. A espada está afiada para uma grande matança. Então, vocês se alegrarão?

 

Objeção 1. A juventude é o momento de alegria.

 

Resposta. Eu sei bem que a juventude é o tempo para a alegria. O jovem cordeiro é uma criatura feliz enquanto salta no pasto verdejante. O jovem cabrito salta de rocha em rocha com a mais animada alegria. O potro lança seus saltos no ar, cheio de vida e atividade. Contudo, eles não têm nenhum pecado, e você tem; eles não têm um inferno, e você tem. Se você se achegar a Jesus Cristo agora, e for liberto da ira, ah! então, você encontrará que a juventude é o tempo para a alegria; a juventude é o tempo para desfrutar da doce paz no peito, e da mais vívida comunhão com Deus, e das mais resplandecentes esperanças de glória.

 

Objeção 2. Você queria que fôssemos melancólicos e tristes?

 

Resposta. Deus me livre. Tudo o que eu afirmo é que, até que vocês venham a Cristo, sua alegria é louca e irracional. Se você vier a Cristo, então, será tão feliz quanto quiser; não há limites para sua alegria ali, pois você se alegrará em Deus. E quando você morrer, você alcançará a plenitude da alegria em Sua presença; à Sua destra há delícias perpetuamente.

 

Objeção 3. Se eu estiver sem Cristo, ficar triste não me trará a Cristo, então, portanto, eu posso também ser feliz.

 

Resposta. É verdade, ficar triste não vai trazê-lo para Cristo; e ainda, se você estivesse realmente despertado para clamar a Deus, porventura, Ele ouviria seu clamor. Se você estivesse se esforçando para entrar, você poderia encontrar entrada. Se você estivesse porfiando pelo o reino, você, talvez, pudesse tomá-lo pela violência. Buscai a mansidão, buscai a justiça. Pode ser que sejais escondidos no dia da ira do Senhor. Se você ficar onde está, esteja certo que estará perdido. Se você viver em segurança carnal, em alegria e jovialidade, enquanto você estiver fora de Cristo, esteja certo de que perecerá.

 

“Alegra-te, jovem, na tua mocidade, e recreie-se o teu coração nos dias da tua mocidade, e anda pelos caminhos do teu coração, e pela vista dos teus olhos; sabe, porém, que por todas estas coisas te trará Deus a juízo” [Eclesiastes 11:9].

 

Dundee, 1837.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.