Uma Palavra Aos Jovens, por Paul Washer

|

Nos últimos dias eu me senti compelido a escrever as seguintes palavras aos jovens que recebem esta publicação. Peço-lhes que considerem em oração as coisas que vocês lerão. Se encontrarem alguma verdade no que está escrito, então eu aconselho a ajustarem a sua vida em conformidade a ela. Não desperdice a sua vida!

 

Lembre-Se Da Brevidade Da Vida

 

O primeiro homem foi criado à imagem de Deus. Se ele tivesse se submetido à vontade de Deus, ele teria sido imortal. Ele teria passado através dos anos da sua existência sem fim, de força em força, sem deterioração ou decomposição. O passar do tempo o teria levado a maiores níveis de maturidade, contentamento e alegria. Sua existência teria abundado com propósito e glória.

 

Com o advento do pecado, tudo foi perdido, e existência do homem se tornou tragicamente distorcida e deformada, além do que podemos conceber. O homem se tornou um ser mortal de curta duração, marcado por cansaço e futilidade. Ele agora vive sua vida até que toda a vitalidade seja drenada, todo propósito seja demolido, e o corpo finalmente retorne ao pó de onde veio. Não é sem razão que o pregador clama: “Vaidade de vaidades! Tudo é vaidade” (Eclesiastes 1:2).

 

Como um jovem, homem ou mulher, você deve constantemente lutar contra a tentação de esquecer da brevidade da vida e da vaidade mesmo da mais longa vida vivida à parte da vontade de Deus. Você deve aprender a partir das Escrituras que a sua vida é menos do que um vapor. Você deve tornar-se convencido desta verdade, e então você deve colocá-la diante de si como um lembrete constante. Você é mortal e seus dias estão contados!

 

“Quanto ao homem, os seus dias são como a erva, como a flor do campo assim floresce. Passando por ela o vento, logo se vai, e o seu lugar não será mais conhecido” (Salmos 103:15-16).

 

“…Porque, que é a vossa vida? É um vapor que aparece por um pouco, e depois se desvanece” (Tiago 4:14).

Você sabe que as Escrituras são verdadeiras. Você sabe que a morte é uma certeza para você. Cada lápide com elogios testemunha a realidade inescapável de que você está caminhando para a sua morte. E ainda assim, como você tão rapidamente esquece disto e se entrega às vaidades passageiras desta vida? É porque você está cercado por uma cultura que faz tudo que está ao seu alcance para evitar qualquer pensamento a respeito do fim da vida. É porque o deus deste século trabalha com toda a sua astúcia para manter as pessoas entretidas e distraídas. É porque, apesar de ter sido redimido, você ainda habita num corpo de carne caído que anela por tudo o que é carnal e temporal. Sabendo destas coisas, você faria bem em memorizar e orar muitas vezes a oração de Davi no Salmo 39:4: “Faze-me conhecer, Senhor, o meu fim, e a medida dos meus dias qual é, para que eu sinta quanto sou frágil”.

 

Mantenha a sua mortalidade no centro de seus pensamentos, mas não com o propósito de ser mórbido ou de andar lamentando como quem não tem esperança, e, sim, para compeli-lo a esperar em Cristo e para entregar-se de todo o coração à Sua vontade para a sua vida. É somente em Cristo que a sepultura é tragada pela vitória, e a futilidade temporal, substituída pelo propósito eterno e glorioso de Deus para você.

 

Lembre-Se De Seu Criador

Sabendo algo sobre a brevidade da vida, “Como, então, viveremos?”. O escritor de Eclesiastes responde a esta pergunta para nós na forma de um comando: “Lembra-te também do teu Criador nos dias da tua mocidade…” (12:1).

 

A palavra “lembrar” vem da palavra hebraica que significa zakar, recordar ou trazer à mente. Este comando de lembrar de Deus refere-se a mais do que uma lembrança casual que existe um Deus. Isso significa mais do que simplesmente curvar a sua cabeça toda vez que você passar por um campanário. Não se obedece a este comando apenas por frequentar a igreja toda vez que as portas estão abertas. É um comando radical de mudança de vida para conhecer e compreender o Deus da Escritura, para reconhecer a Sua preeminência sobre todas as coisas, para buscar a Sua glória em todas as coisas, e se esforçar para obedecer-Lhe em tudo.

 

A grande importância deste comando torna-se clara quando você lembra que é constantemente bombardeado com distrações temporais projetadas para fazer você esquecer o valor de Deus e as alegrias da Sua vontade. A menos que você proponha em seu coração o lembrar-se de Deus e usar todos os meios à sua disposição para permanecer fiel a esse fim, você cairá na vaidade e sua vida será desperdiçada! Considere atentamente o que tenho escrito. Eu não estou pedindo que você simplesmente concorde comigo. Eu estou implorando a você que estabeleça em seu coração um propósito para fixar seus olhos em Deus como se a sua vida dependesse disso (pois ela depende) e ativamente, de forma agressiva, até mesmo com violência (Mateus 11:12) busque utilizar todos os meios que estão ao seu dispor para guardar-se de se distrair e cair nas vaidades deste mundo perverso!

 

É importante notar que o pregador de Eclesiastes não somente nos ordena a “lembrar de Deus”, mas ele nos informa o tempo mais conveniente para fazê-lo — nos dias da nossa mocidade. Não adianta se preparar para uma batalha no final da batalha, ou esperar até a última volta da corrida para amarrar seus tênis. Da mesma forma, é uma ideia ridícula (encontrada na cabeça de muitos jovens) que deve-se adiar a entrega de sua vida para viver para Deus, e pensar nisto mais tarde e, geralmente, depois que uma grande parte de sua vida foi desperdiçada. Não seja como o filho pródigo que “caiu em si” só depois de esbanjar sua fortuna e a força da sua juventude. “Caia em si” nos primeiros dias de sua vida. Disponha o seu coração a buscar a Deus agora — a conhecê-lO, adorá-lO, servi-lO, e deleitar-se em Sua bondade. Como alguém que é mais velho do que você, como um embaixador de Cristo, como se Deus estivesse fazendo um apelo por mim, eu lhe peço, em nome de Cristo, não desperdice a sua vida.

 

“Por que gastais o dinheiro naquilo que não é pão? E o produto do vosso trabalho naquilo que não pode satisfazer? Ouvi-me atentamente, e comei o que é bom, e a vossa alma se deleite com a gordura” (Isaías 55:2).

 

Prepare O Seu Coração Para Segui-lO

 

Hesito em usar esse tipo de linguagem com você porque eu tenho medo que você a interprete mal. Para a maioria dos Cristãos, a admoestação de “seguir a Deus” está repleta de conjurações de dever, obediência e ministério, mas essas coisas por si só te deixarão cansado, vazio e amargo. Eu fui por esse caminho e eu farei tudo que estiver ao meu alcance para mantê-lo afastado dele, pois isso leva a um lugar horrível!

 

Quando falo de segui-lO, refiro-me principalmente à comunhão com Sua Pessoa; reconhecê-lO e compartilhar com Ele todas as experiências; com o propósito de não esconder-se dEle ou exclui-lO de alguma área de sua vida; para ver tudo como sagrado e nada como secular; para Ele ter preeminência em cada momento de sua vida, cada pensamento em sua cabeça, cada palavra que sai da sua boca e em cada ato que você se esforçar para fazer — caminhar, falar, comer, beber, rir, chorar, trabalhar, brincar — experimentando tudo isso nEle, por Ele, para Ele, e acima de tudo com Ele!

Você percebe que pode fazer quase qualquer coisa por todo tipo de razões erradas? Você pode entrar no ministério pela satisfação pessoal ou pela a fama que isso pode trazer. Você pode até mesmo crescer em conhecimento e piedade por causa da reputação que estes podem lhe conferir entre outros crentes. Mas é o coração verdadeiro e leal que busca apenas estar com Ele por causa de estar com Ele!

 

Você pode olhar para mim como um Cristão maduro que aprendeu muitas coisas, mas eu tenho errado tanto e de tantas formas, e este tem sido o meu maior erro: Eu sempre insisto grandemente para conseguir alguma coisa, quando eu deveria ter insistido grandemente só para estar com Ele! Sim, meu caro jovem Cristão, você pode até mesmo perder gotas preciosas de sua vida no trabalho do ministério e em missões!

 

Lembre-se: Confinar Deus em um tempo de quietude é grotesco, reduzir o discipulado à apenas obediência é patético, e entrar no ministério por alguma outra coisa que não seja a vida de Cristo fluindo através de seu relacionamento íntimo com Ele é torná-lo nada mais do que uma estúpida obra da carne.

 

Leia a Bíblia

 

Agora há uma novidade! Uma das maiores coisas que um jovem Cristão pode fazer ao longo de sua vida é desenvolver a prática de ler a Bíblia em Português, sistematicamente de Gênesis a Apocalipse uma e outra vez. E se você pode ler nas línguas originais é ainda melhor, contudo sei que apenas um punhado de homens são capazes de tal coisa e eu não sou um deles.

 

A maioria do conhecimento dos Cristãos acerca das Escrituras é muito fragmentado, porque eles só leem partes da Bíblia. Tenho conhecido indivíduos que eram brilhantes em certos aspectos da doutrina, mas cujo conhecimento geral da Bíblia era muito fraco. Para evitar essa armadilha, você deve ler a Bíblia SISTEMATICAMENTE de capa a capa. Ninguém no seu perfeito juízo leria uma obra de literatura saltando para lá e para cá através do livro e fazendo uma leitura aleatoriamente apenas de determinados capítulos. Eles começariam no início e avançariam progressivamente capítulo por capítulo até chegar ao fim do livro. E, contudo, pouquíssimos Cristãos já leram a Bíblia desta maneira! Lembre-se: a Bíblia é a Palavra inspirada e infalível de Deus que nos foi dada em forma de livro. Para compreendê-la, no todo e em parte, temos de lê-la!

 

Uma das formas mais gratificantes de aprender as Escrituras é escrever suas ideias e perguntas enquanto você lê. Cada vez que você voltar a ler aquelas passagens das Escrituras você notará que você é capaz de responder muitas de suas velhas questões e que novas questões vêm à mente. Você também será capaz de refinar e esclarecer muitas das suas ideias anteriores. Por este meio, você aprenderá que a Bíblia é o melhor comentário de si mesma.

 

Uma palavra de cautela: A maioria das pessoas nunca leem toda a Bíblia, porque elas se desgastam tentando entender tudo, ou tentando escrever um comentário sobre cada livro. Eu ofereço duas sugestões: Em primeiro lugar, não se atarefe demais. Anote breves perguntas e continue a leitura. Em segundo lugar, anote apenas aquelas percepções que Deus imprimiu em seu coração para que você possa lembrar depois. SEJA BREVE! Nós já temos comentários suficientes para levar à exaustão cada aluno de seminário sobre a terra!

 

Para um jovem Cristão, a Bíblia pode parecer esmagadora. Isso nunca mudará. A Bíblia é esmagadora! Ela contém mais verdade sobre Deus do que qualquer homem jamais irá compreender ou obedecer. No entanto, ler as suas páginas é uma magnífica viagem e não somente para aprender, mas para ser transformado. O Cristianismo exige que a mente esteja totalmente engajada, mas ele não se refere exclusiva ou mesmo principalmente ao intelecto. Trata-se de conhecer a Deus de uma maneira pessoal e íntima, e ser conformado à semelhança de Seu Filho. Não desanime! Cada dia que você separa para a leitura da Palavra de Deus eventualmente se tornará anos de estudo e uma riqueza de conhecimento Bíblico. Cada dia perdido reduzirá o tamanho desse tesouro final.

 

Ore

 

Eu divido minha oração em duas categorias distintas: Oração em meus sapatos e oração em minhas botas de trabalho. A primeira categoria refere-se à comunhão, adoração e ação de graças. Significa estar andando com Deus como um companheiro sempre presente, desfrutando de Sua comunhão, e buscando cada vez maiores manifestações de Sua presença. Este tipo de oração tem um propósito — conhecê-lO e simplesmente “estar” com Ele. À parte deste tipo de oração, todo o conhecimento em sua cabeça nunca será nada mais do que um jargão teológico de segunda mão. Você passará a vida inteira falando corretamente sobre Alguém que você nem sequer conhece e sobre coisas que nunca se tornaram realidade em sua vida.

 

Já ouvi pessoas dizerem que não têm um tempo específico para buscar a Deus desta maneira, mas eles têm comunhão com Deus ao longo do dia à medida que executam suas atividades diárias. Tem sido minha experiência que a capacidade de “praticar a presença de Deus” durante todo o dia e no meio das minhas atividades só é possível porque eu me separei das minhas atividades diárias e busquei a Deus em momentos específicos de oração. Esta parece ter sido a prática de nosso Senhor Jesus Cristo durante a Sua encarnação: “E, levantando-se de manhã, muito cedo, fazendo ainda escuro, saiu, e foi para um lugar deserto, e ali orava” (Marcos 1:35).

A segunda categoria de oração — oração em minhas botas de trabalho — refere-se à oração intercessória. Que ninguém engane você. Este tipo de oração é um trabalho árduo! Não é uma coisa pequena para um homem mortal lutar com Deus (Gênesis 32:24-32) e contra o Diabo (Efésios 6:12). As apostas são altas e tudo será ganho ou perdido neste campo de batalha. Nós nos esforçamos em oração pela glória de Deus, pela Grande Comissão, e pelo avanço do Reino (Mateus 6:9-10); trabalhamos em oração pela preservação e santificação da Igreja; trabalhamos em oração por cada necessidade e pelo cumprimento de todas as promessas que Deus nos deu. Esta pode muito bem ser a tarefa mais santa que já foi dada aos homens!

 

Vou deixar o assunto da oração para trás com um pequeno conselho que tem sido muito útil para mim. Foi-me dado por um pregador mais velho, que recebeu de um pregador ainda mais velho. É algo como isto: “Ore até que você consiga orar, e então ore até que você tenha orado”.

 

Muitas vezes, quando dobramos nossos joelhos em oração, nós não sentimos liberdade ou poder para orar. Parece que há um céu de bronze acima de nós. Isto não deve ser um motivo de desânimo, antes deve levar-nos a lutar em oração até que tenhamos “rompido” até Deus. É então que devemos propor a nós mesmos orar até que nossos fardos sejam removidos e entendermos que temos orado.

 

Procure Companheiros Piedosos

 

Correndo o risco de ofendê-lo, devo dizer que, se você é jovem provavelmente há uma grande quantidade de tolice ainda ligada em seu coração (Provérbios 22:15). Se as maiores influências em sua vida são outros jovens como você, então você é um companheiro dos tolos e andando por um caminho perigoso. As Escrituras ensinam uma verdade “salva vidas” que muitas vezes é negligenciada hoje em dia: “O que anda com os sábios ficará sábio, mas o companheiro dos tolos será destruído” (Provérbios 13:20).

 

A ideia de um “conflito de gerações” nasceu da contracultura sem-Deus da década de 60 e já foi completamente adotada pela maioria das igrejas. A ideia de que os jovens precisam estar com outras pessoas jovens está em contradição direta com as Escrituras. Embora os períodos de comunhão supervisionados com outros jovens possam ser tanto agradáveis quanto proveitosos, as Escrituras ensinam em todos os lugares que os jovens Cristãos precisam estar com os Cristãos mais velhos e mais maduros para que eles possam aprender com o seu exemplo e evitar as armadilhas da juventude e na ingenuidade.

 

De acordo com as Escrituras, as maiores influências em sua vida deveriam ser a sua mãe e o seu pai, desde que sejam Cristãos piedosos e maduros. Depois deles, é papel dos anciãos da igreja e todos os adultos da congregação exemplificar a vida Cristã para você. Em resumo, você fará bem se buscar cercar-se de homens e mulheres cujo progresso na santificação e utilidade para Deus são evidentes. Busque conhecer não somente os Cristãos tementes a Deus do nosso tempo, mas também os santos do passado, através de seus escritos e dos escritos de outras pessoas sobre eles.

 

Fuja Das Paixões Da Mocidade

 

Em Efésios 6:10-12, você está ordenado a resistir ao Diabo. Em Tiago 4:7 é-lhe dada a promessa de que, se você resistir a ele, ele fugirá. No entanto, em 2 Timóteo 2:22 você é ordenado a “fugir das paixões da mocidade”. É muito surpreendente ver que somos ordenados a resistir e lutar contra os anjos caídos, e, ao mesmo tempo, você está ordenado a fugir com temor das paixões da mocidade. Isto demonstra que as paixões da mocidade, da sua carne e a sensualidade desenfreada de sua cultura são mais perigosas do que enfrentar o Diabo face a face numa batalha.

 

Eu conheci inúmeros jovens Cristãos que demonstraram evidência genuína de conversão, e ainda antes de entrar em um relacionamento com o sexo oposto, eles caíram em imoralidade. Eu sabia que eles memorizavam as Escrituras, oravam e até mesmo estavam resolvidos a serem puros em seu relacionamento, e ainda assim eles caíram. Por quê? Porque eles não entendem que todas as disciplinas espirituais nas Escrituras não poderiam salvá-los das concupiscências da mocidade. Eles estavam tentando travar uma batalha enquanto Deus ordenou que eles fugissem. Para resumir: Você não pode ficar sozinho em um relacionamento com uma pessoa do sexo oposto por um período prolongado de tempo sem cair. Portanto, vocês nunca devem ficar sozinhos em uma casa, carro ou qualquer outro lugar onde a concupiscência pode ser despertada e o fracasso é certo.

 

Entregue-se A Fins Nobres

 

Vejo jovens Cristãos na universidade que desperdiçam o seu tempo jogando videogames e frequentando shoppings e cinemas. Eles devem entregar-se a fins mais nobres! Vocês não foram comprados pelo sangue do Cordeiro, a fim de entregarem-se a essas coisas. Vocês foram adotados por uma família real e ações reais são esperadas de vocês. Evite o entretenimento estúpido característico desta idade e entregue se à vontade de Deus. As Escrituras declaram em 2 Timóteo 2:20-21:

 

“Ora, numa grande casa não somente há vasos de ouro e de prata, mas também de pau e de barro; uns para honra, outros, porém, para desonra. De sorte que, se alguém se purificar destas coisas, será vaso para honra, santificado e idôneo para uso do Senhor, e preparado para toda a boa obra”.

 

Você deseja ser um vaso de honra e utilizado para fins nobres? Você deseja ser um instrumento nas mãos do Mestre? Então, purifique-se dos jogos tolos de meninos e meninas vãos, e torne-se o homem ou a mulher que você foi chamado para ser. Creio que foi A. W. Tozer que disse que na lápide da América seriam escritas as palavras: “Eles se entretiveram até a morte”. Este é um epitáfio patético quando comparado com o que foi dito sobre o Rei Davi: “Porque, na verdade, tendo Davi no seu tempo servido conforme a vontade de Deus, dormiu, foi posto junto de seus pais…” [Atos 13:36].

 

Que legado você deixará? O que será esculpido em sua lápide? Mais importante ainda, o que Deus declarará sobre a sua vida no grande dia do julgamento que lhe espera? Que Deus tenha misericórdia de você e lhe conceda a graça de superar o caráter e as ações de quem está lhe escrevendo esta carta.

 

 

Seu irmão,

Paul David Washer

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.