Isso é Guerra, por Paul Washer

|

Primeiro de tudo, um grande amor, amar ao Senhor nosso Deus com todo nosso coração, alma, mente e força. E isso deve ser algo que é posto diante de nós diariamente. Como nós vemos em Deuteronômio capítulo 6, isso é algo que deve ser escrito na entrada de nossa casa. Para que, quando sairmos, quando entrarmos, sejamos constantemente lembrados de que a grande coisa que nos importa é amar ao Senhor nosso Deus. Para que quando se tratar da regra básica de tudo: eu amo ao Senhor meu Deus. Eu tenho que ser lembrado, eu tenho que ser recordado de que é isso que eu tenho que fazer: eu tenho que ter um grande amor e novamente, eu tenho que ter uma grande paixão. Nós escutamos Mateus 6:33, isso meio que soma tudo, “Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas”. Homens, quão diferente seríamos se somente estes dois versículos fossem tomados seriamente? Se somente estes dois versículos fossem trazidos diante de nossos olhos duas ou três vezes ao dia? E como eu disse nesta manhã: não é verdade que você e eu podemos passar semanas sem ser lembrados das coisas mais importantes na vida Cristã? As coisas que o próprio Deus encarnado determinou para nós são esquecidas em todas nossas atividades e todas as nossas ocupações. E tudo que fazemos, temos que fazer porque é a vontade de Deus e porque traz glória a Deus, ainda as coisas mais insignificantes.

 

Algo que às vezes me pergunto, “quando foi a última vez que você bebeu um copo de água para a glória de Deus? Quando foi a última vez que você saboreou um copo de água para a glória de Deus? Quando você a bebeu sabendo que é um presente de Deus?”. Vem dEle e deve ser retornada a Ele em louvor. Em um sentido nós temos que ser lembrados sobre Ele a todo o momento que pensamos, cada vez que olhamos nossas mãos e nossos pés, cada vez que nós fazemos um esforço, nós temos que fazê-lo para a glória de Deus. Nunca houve um tempo na vida de Paul Washer em que ele tenha amado a Deus como Ele deve ser amado. E nunca houve um tempo na vida de Paul Washer em que ele tenha glorificado a Deus como Ele tem que ser glorificado. Você vê, isso muda tudo, não? Agora não é um pequeno sistema legalista em que você pode bater o cartão e dizer “sou um homem justo”. Veja, a santidade, quando analisamos profundamente, é separação das coisas que desagradam a Deus a fim de ser separado para a Pessoa de Deus. É estimar a Deus sobre todas as coisas, infinitamente sobre todas as coisas, seu valor é viver de acordo com essa estima. Então, como homens, nosso objetivo é aprender, é crescer nesta verdade: que tudo que fazemos, temos que fazer para a glória de Deus.

Conheci homens no mundo que não só eram consumidos por paixões, eram controlados por paixões, homens que eram controlados por paixões singulares. Darei um exemplo perfeito, está se aproximando e são as olimpíadas. E eu não quero falar sobre isso num sentido negativo, mas eu quero usá-la como um exemplo. Há homens que desde que tinham 6 anos de idade têm feito nada além do que correr uma pista de 100 metros. Cada dia de suas vidas desde que eles tinham 6 anos de idade. Eles têm ficado sem dormir. Eles têm ficado sem hobbies. Eles têm ficado sem vidas. Eles têm ficado sem namorar. Eles têm ficado sem absolutamente tudo em suas vidas por um propósito: correr uma pista de 100 metros e ganhar uma medalha. Isso não é verdade? Olhe aqueles que fazem, os ginastas. Eles são absolutamente maravilhosos, seus corpos. Muitos deles desde que eles tinham 3 ou 4 anos de idade, tudo que eles têm feito é comer e dormir essa paixão. E, então, aqui estamos nós. Não é uma medalha de ouro para ser pendurada em nossos pescoços ou algum buquê que será colocado em nossas cabeças que durará só por um dia. Mas você e eu, somos chamados para ser controlados por uma paixão singular, o fazer da vontade de Deus e por uma coroa que não perece. Nós devemos nos esforçar para estar no centro da vontade de Deus.

 

Agora, outra coisa que Ele tem nos dado, não só um grande amor, não só uma grande paixão, mas Ele também tem nos dado uma Grande Comissão. Homens, não fomos feitos para viver como a maioria dos homens. Nós fomos feitos para lutar! Nós fomos feitos para combater! Nós fomos feitos para trabalhar! Nós fomos feitos para conquistar. Fomos feitos para nos entregarmos por algo que é eterno. Adão recebeu a ordem de fazer o quê? De sair e dominar. De levar tudo na criação à harmonia com a vontade de Deus. De fazer todo seu governo, todas suas coisas, no contexto da vontade de Deus. Agora vivemos em um mundo caído. Que vive nas trevas e na morte. O reino do maligno está espalhado pela terra. Você e eu não fomos chamados para jogar videogames. Nós não fomos chamados para sentar-se diante de uma televisão. Nós não fomos chamados para nos entregarmos a futilidades.  Nós fomos chamados para avançar um Reino! Para vivermos com uma paixão! Para lutarmos por Ele. E para, apenas de vez em quando, baixarmos nossas espadas e olhar para cima, para um sorriso. Eu quero lutar! Eu não quero conforto! Eu não quero tranquilidade em Sião! Pois o Reino de Deus é não é construído por aqueles que descansam tranquilamente em Sião. Mas por aqueles que saem às ruas e lutam. E as armas da nossa milícia não são carnais. Elas são poderosas: oração intercessora, a proclamação do Evangelho e amor sacrificial. Homens! Levantem-se, ó homens de Deus! Façam aquilo para que foram chamados! Sejam valentes e fortes! E saibam o que isso vai lhes custar. Você toma sua posição ao lado de Jesus Cristo e Sua causa… E vê o Diabo vir após você esbofeteando você por fora e por dentro. Mas é disso que a guerra se trata!

 

Então, Ele nos deu uma Grande Comissão… Abrir caminho na noite, dizendo: “Há um lugar, há um lugar; onde Ele não é adorado, onde Ele não é adorado. Há um lugar onde Ele não é adorado! Eu não posso dormir! Há um lugar onde Ele não é adorado! Há um lugar onde a bandeira de Sião não tremula!”. É para isso que fomos feitos, para deixarmos de lado nossas pequenas causas temporais e para nos entregarmos a essa grande batalha. E, então, se nós colocarmos de lado estes princípios básicos, coisas difíceis, para pular ali e fazermos algo público e algo grande, então nós provamos que somos hipócritas. Qual é o atributo mais importante num homem? É o talento? Absolutamente não! Algumas das pessoas mais talentosas no mundo são autodestrutivas e destroem a outros. Do que a sua esposa precisa? Do que os seus filhos precisam? Do que o mundo precisa em você? Semelhança a Cristo! É para isto que temos que nos esforçar e isso quebranta meu coração.

 

Algumas vezes eu, você sabe, eu não gosto de ir a conferências. Eu não gosto de pregar nelas. Eu, às vezes, no meio de todas as coisas sendo ditas todo o tempo, eu só quero ficar de pé e dizer: “Basta! Eu já tenho mais verdade do que eu sei obedecer!”. Eu não quero só saber. Eu quero mudar! Eu não quero só mudar no chamado nível espiritual… “Um nível público” seria uma palavra melhor. Eu quero mudar nas câmaras internas do meu coração, para que mesmo os pensamentos dele — a mais profunda expressão de quem ele é — eu deseje que sejam de acordo com a vontade do Deus Todo Poderoso. O homem mais livre na face da terra é aquele que se faz a si mesmo escravo para um Mestre Perfeito. Onde Deus tem cometido algum erro e onde Ele tem errado com você? Houve algum tempo, quando você O escutava, quando você O obedecia, quando você procurava a Sua vontade, em que Ele te confundiu de alguma forma? Nunca! Mas alguma vez você seguiu seus próprios caminhos e se confundiu com seus próprios planos? Sempre! Por que, não? É extremo, é deliberado.

 

1 Timóteo 4:7-8: “mas rejeita as fábulas profanas e de velhas. Exercita-te a ti mesmo na piedade”. Agora aqui está uma pergunta extremamente importante. Quando eu vou a um atleta olímpico e lhe observo, é óbvio o que ele come, o que ele bebe. Ele se levanta cedo na manhã, ele treina. Ele vai pra escola, ele volta, ele treina um pouco mais, ele come bem, ele vai à cama, ele se levanta, ele lê jornais do seu esporte particular. Ele trabalha constantemente para ser melhor e nós os admiramos por isso. Mas veja o que Ele diz aqui para você. “Exercita-te a ti mesmo na piedade”. E novamente eu quero só pôr este verso para que possamos entendê-lo. As pessoas que mais observam sua vida, elas lhe veriam tomando realmente passos realmente positivos na sua vida para crescer em piedade? Eu não posso te dizer quantos homens eu tenho estado em volta que me diriam sobre seus pais e diriam coisas como: “Você sabe, meu pai tinha muitas coisas boas, mas a coisa nele que teve o maior impacto sobre mim foi que a cada manhã antes que meu pai se levantasse para carpir ou fazer isso ou aquilo, eu o veria diante da Palavra de Deus, estudando a Palavra, e eu o veria orando”. Eu tenho escutado tantos testemunhos. Se eles pudessem olhar para seus pais, apesar de todas as suas falhas e faltas, eles sabiam disso: “O pai era sério sobre disciplinar a si mesmo na piedade”.

 

Homens, nós temos que crer nisto como se nossa vida dependesse disso porque eu posso te garantir que depende. A sua vida depende disso, de uma grande maneira a vida de nossas famílias depende disso. Estudar a Palavra. Escute-me. Quão frequentemente você clama a Deus por manifestações maiores e maiores do poder do Espírito em sua vida? Duas coisas sobre o Espírito Santo. Uma é que nós devemos estar pedindo por grandes manifestações do poder do Espírito em nossas vidas e nós devemos ser cuidadosos. Caminhar em cascas de ovos para não ofendermos ao Espírito Santo. Que tesouro precioso. Que nós não O ofendamos. Agora, estes são alguns princípios que eu pensei que poderiam lhe ajudar, porque ambos me machucaram e me ajudaram. Então, oremos.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.