Devocional Banco da Fé • 31 de Outubro

|

Imortal Até que a Obra Seja Concluída

 

“Não morrerei, mas viverei; e contarei as obras do Senhor.” (Salmos 118:17)

 

Que bela segurança é esta! Sem dúvida, foi baseado em uma promessa, interiormente sussurrada no coração do salmista, que ele se apoderou e se alegrou. O meu caso é como o de Davi? Eu estou deprimido porque o inimigo me afronta? Há multidões contra mim e poucos do meu lado? A incredulidade me prostra e faz-me desfalecer em desespero como um homem derrotado e desonrado? Os meus inimigos começam a cavar a minha sepultura?

 

E agora? Devo reproduzir o sussurro do medo e desistir da batalha, e assim desistir de toda a esperança? Longe disso. Ainda há vida em mim: “Não morrerei”. O vigor retornará e removerá a minha fraqueza: “Viverei”. Vive o Senhor e eu também viverei. A minha boca será novamente aberta: “Contarei as obras do Senhor”. Sim, e falarei da atual tribulação como outro exemplo da maravilhosa e operante fidelidade e amor do Senhor meu Deus. É melhor que aqueles que de alegremente medem-me para o meu caixão esperem um pouco, pois “o Senhor castigou-me muito, mas não me entregou à morte”. Glória ao Seu nome para sempre! Eu sou imortal até que a minha obra seja concluída. Até que o Senhor queira, nenhuma sepultura será fechada sobre mim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.