Senhor, Queríamos Ver a Jesus, por R. M. M’Cheyne

|

“Ora, havia alguns gregos, entre os que tinham subido a adorar no dia da festa. Estes, pois, dirigiram-se a Filipe, que era de Betsaida da Galiléia, e rogaram-lhe, dizendo: Senhor, queríamos ver a Jesus. Filipe foi dizê-lo a André, e então André e Filipe o disseram a Jesus. E Jesus lhes respondeu, dizendo: É chegada a hora em que o Filho do homem há de ser glorificado. Na verdade, na verdade vos digo que, se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica ele só; mas se morrer, dá muito fruto. Quem ama a sua vida perdê-la-á, e quem neste mundo odeia a sua vida, guardá-la-á para a vida eterna. Se alguém me serve, siga-me, e onde eu estiver, ali estará também o meu servo. E, se alguém me servir, meu Pai o honrará” (João 12:20-26).

 

I. A maneira pela qual esses Gregos buscaram ao Senhor Jesus.

 

1. Eles não vieram diretamente a Cristo, mas de uma indireta: “dirigiram-se a Filipe” (v. 21). Se eles tivessem sentido o peso intolerável do pecado que estava sobre eles, ou se eles tivessem visto a graça e a adequação do Senhor Jesus, eles teriam corrido aos Seus pés; mas sua preocupação era verdadeiramente muito leve. Quando os publicanos e pecadores foram despertados sobre suas almas, diz-se que se chegaram a Jesus. Eles não vão para Filipe, ou André, ou a qualquer homem, mas eles são atraídos para perto de Cristo. Eles viram que ele era a Fonte para as suas almas culpadas, e todo o mundo não poderia mantê-los afastados dEle. Quando a mulher que era uma pecadora soube que Jesus estava à mesa na casa do Fariseu, ela prostrou-se aos Seus pés. Ela não pediu licença, ela não conseguiu permanecer em pé, mas lançou a sua alma culpada aos Seus pés, os lavou com as suas lágrimas e enxugou-os com os cabelos da sua cabeça. Assim ainda é. Se você sentisse o peso do pecado como você deve senti-lo, se você sentisse a graça de Cristo como é devido, você romperia a multidão para chegar a Jesus. Você diria: “Dê-me caminho, para que eu possa ir a Ele. Ele me chama, Ele chama o principal dos pecadores. Eis-aqui, Senhor; lava-me no Teu sangue, senão eu morro”. Se você sentir a cor carmesim de sua alma, e crer na gratuidade e plenitude da Fonte, você não pedirá a licença de ninguém, mas irá direto a Jesus.

 

2. Eles pediram apenas para ver Jesus: “Senhor, queríamos ver a Jesus”. Isso mostra o quão pouco era a seriedade do desejo que eles tinham de serem salvos por Cristo; pela mesma causa Zaqueu subiu na figueira, para ver Jesus, para saber quem Ele era. Pela mesma causa Herodes desejava há muito tempo ver Jesus; pois ele esperava ver algum sinal feito por Ele; assim como você gostaria de ver algum malabarista ou cartomante, com uma curiosidade terrena, mundana. De alguns é dito: “Na verdade, na verdade vos digo que me buscais, não pelos sinais que vistes, mas porque comestes do pão e vos saciastes” (João 6:26). Ah! quão diferente quando os homens são verdadeiramente despertados pelo Espírito. Quando Jó estava sob preocupação de alma, seu clamor foi: “Ah, se eu soubesse onde o poderia achar! Então me chegaria ao seu tribunal” [Jó 23:3]. Quão diferente é o clamor da noiva: “Agarrei-me a ele, e não o larguei; eu sou do meu amado, e o meu amado é meu” [Cânticos 3:4; 6:3]. Quão diferente é o clamor de Paulo: “E, na verdade, tenho também por perda todas as coisas, pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como escória, para que possa ganhar a Cristo, e seja achado nele” [Filipenses 3:8-9]. Oh! irmãos, se vocês estão sob o ensino do Espírito, a mera visão exterior de Cristo não satisfará a vossa alma. É necessário ter uma visão do coração e deleite do coração dEle. Vocês devem provar e ver que o Senhor é bom. Muitos de vocês gostam de ouvir sobre Jesus, vocês gostam de ser entretidos com as refinadas descrições sobre Jesus; mas se vocês estão sob o ensino do Espírito, nada os satisfará, senão sentarem-se à Sua sombra, a serem achados nEle, para serem a pomba escondida por Sua própria mão nas “fendas das penhas, no oculto das ladeiras” [Cânticos 2:14], serem lavados em Seu sangue, e serem feitos novas criaturas por meio de Seu Espírito.

 

3. Uma razão de sua pequena preocupação era o temor do homem. A fúria dos inimigos de Cristo estava aumentando mais e mais, poucos dias antes eles chegaram à solene resolução de matá-lO. Não, nós é dito que consultaram como eles também poderiam matar a Lázaro, de tão sanguinários que eles haviam se tornado (v. 10). É-nos dito que muitos dos principais creram nEle; mas não O confessavam por causa dos Fariseus (v. 42). Porque amavam a glória dos homens mais do que a glória de Deus. Não pode haver dúvida, então, que o ardor e a raiva dos inimigos de Cristo amorteceram consideravelmente a preocupação destes Gregos. Provavelmente foi isso o que fez com que eles solicitassem primeiro a Filipe. Isso os fez cautelosos em suas palavras: “Senhor, queríamos ver a Jesus”. Como realmente é dito: “O temor do homem leva a uma armadilha!”. O rugido do leão tem levado muitas almas para longe de Cristo. Não é este o caso entre vocês? “O que dirá a minha família; o que dirão os meus companheiros; o que o mundo dirá, se eu fosse a Cristo e renunciasse a tudo por Ele?”. Estes três rugidos do leão têm arruinado muitas almas. Quantos de vocês, por vezes, sentiram um desejo real por serem salvos? Talvez vocês caíram de joelhos e oraram sinceramente para serem libertos. Mas algum companheiro veio, algumas folias foram propostas, e vocês não tiveram a coragem de dizer: “Não”. Vocês gostariam de dizer: “eu comecei a buscar o Senhor, eu fui aos meus joelhos, eu tenho orado para que eu possa ser salvo”; mas vocês não conseguiram dizê-lo, a vossa língua ficou presa às suas mandíbulas; e assim, vocês voltaram ao seu vômito, e a chafurdar na lama. Ai! Vocês amaram mais a glória dos homens do que a glória de Deus. “Como podeis vós crer, recebendo honra uns dos outros, e não buscando a honra que vem só de Deus?” [João 5:44]. Que coisa tola é temer a carranca de um verme do pó mais do que a carranca do Deus infinito! Temer o riso do escarnecedor mais do que a frase de Cristo: “Apartai-vos de mim, malditos”, “E não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei antes aquele que pode fazer perecer no inferno a alma e o corpo” [Mateus 10:28].

 

 

II. A resposta de Cristo.

 

1. Ele lhes mostra que Ele tem que morrer antes que os homens O busquem em seriedade: “É chegada a hora em que o Filho do homem há de ser glorificado” (v. 23). Há algo de muito profundo e solene nesta resposta de Cristo. Ele viu que aqueles Gregos não tinham nenhum senso lancinante de sua necessidade dEle; e Ele explica aos discípulos que é apenas um vislumbre dEle como um Cristo crucificado que atrairá os homens a Ele. Como se Ele dissesse, eu sou como um grão de trigo, se este não for cair na terra e morrer, ele ficará sozinho; mas se for semeado, e morrer, dá muito fruto. Então, se Eu não morrer, os homens não serão atraídos a Mim; mas se Eu morrer pelos pecadores, e deitar-Me na sepultura por eles, então eles serão atraídos a Mim.

 

(1) A morte do Senhor Jesus é a visão mais despertadora no mundo. Por que esse amável Ser que era desde o princípio o resplendor da glória de Seu Pai, e a expressa imagem da Sua pessoa, degrada-Se a tal ponto de tornar-Se como um pequeno grão de trigo, que é escondido sob a terra e morre? Por que Ele se deita no frio sepulcro rochoso? Não foi porque havia ira infinita e indescritível repousando sobre os homens? Será que Cristo choraria sobre Jerusalém, se não houvesse o inferno debaixo dela? Ele teria morrido sob a ira de Seu Pai se não houvesse a ira vindoura? Oh! Pecadores presunçosos e levianos quanto ao Evangelho, ouvintes educados que dizem muitas vezes: “Senhor, queríamos ver a Jesus”, mas que nunca O encontram, vão para o Getsêmani, vejam as Suas agonias indizíveis; vão ao Gólgota, vejam o cálice da ira derramado sobre o Seu coração partido; vão ao sepulcro, vejam o grão de trigo morto colocado no chão. Por que todo esse sofrimento do Único impecável, se não houver ira vindoura sobre a desabrigada cabeça incrédula? Oh! O grão de trigo no chão é a visão mais despertadora no universo.

 

(2) Esta é a mais visão mais atraente: “E eu, quando for levantado da terra, todos atrairei a mim” [João 12:32]. Aqueles pobres Gregos não sentiram muito de sua necessidade de Cristo, mas ainda menos eles viram a Sua adequação para a necessidade deles. Se eles tivessem apenas visto que abrigo para os pecadores havia nas Suas feridas, se eles tivessem visto quanto espaço havia para o principal dos pecadores, eles teriam rompido todas as dificuldades para chegarem a Jesus. Nada no mundo os teria mantido afastados de Cristo. O temor do homem teria sido como uma palha; eles não teriam clamado: “Senhor, queríamos ver a Jesus”, mas, “Leva-me tu; correremos após ti” [Cânticos 1:4]”, “esconda-me nas fendas das rochas”, “faze-me assentar à sombra da macieira”. Foi essa visão que atraiu três mil para Jesus no dia de Pentecostes. O grão de trigo morrendo por nós é a verdadeira magnetita para atrair corações de ferro a Ele. Na magnetita natural, o ferro pode ser retirado novamente, mas a alma uma vez atraída a Cristo nunca mais pode ser afastada.

 

Oh! Orem por um vislumbre atraidor do Senhor Jesus Cristo. Alguns de vocês estão nesta condição. O Senhor Jesus está de um lado, Satanás do outro, e vocês no meio, e ambos estão atraindo as vossas almas. Oh! Oremos para que o Senhor Jesus triunfe. Seus braços abertos na cruz estão chamando vocês, o ferimento no lado está convidando vocês. “Em mim tenhais paz” [João 16:33].

 

2. Que os homens devem se unir a Ele a qualquer custo (v. 25). Aqueles pobres gregos estavam sob o temor do homem. Eles estavam com medo que serem expulsos da sinagoga, ou talvez se serem chamados Galileus ou Nazarenos, ou talvez eles seriam ridicularizados, e perderiam a glória dos homens; e isso os fez muito cautelosos em sua abordagem ao Salvador. Agora, o Senhor Jesus mostra-lhes que esta não é a maneira que almas despertadas devem procurá-lO. Como se Ele dissesse: Vá e diga-lhes que ao virem a Mim, eles estão vindo para a vida eterna, e, portanto, qualquer outra consideração deve ser posta de lado. Eu sou a única coisa necessária, Eu sou a pérola de grande valor. Aqueles que Me procuram devem deixar de lado tudo o que se interpõe no caminho. Mesmo se eles perdessem a sua vida ao virem até Mim, eles encontrariam a vida eterna. “Quem perder a sua vida, por amor de mim, achá-la-á” [Mateus 10:39]. Aqueles que conhecem o valor real de Cristo farão tudo subordinado à sua buscar por Ele. Aqueles que assim não fizerem nunca encontra-lO-ão.

 

(1) Considerem quão precioso é Cristo: “Nele está a vida eterna”. NEle há perdão para o mais vil dos pecadores. NEle há doce paz de consciência, a Paz com Deus. NEle há descanso para a alma cansada, o Caminho para o Pai, uma Porta aberta para o rebanho de Deus. NEle há um Manancial de águas vivas, insondáveis riquezas, plenos suprimentos de graça e de verdade para as almas fracas e cansadas. NEle há absolvição no Dia do Juízo, e uma gloriosa coroa. Oh! vocês não deveriam deixar tudo por isso? Será que um desejo, ou um prazer, ou um jogo, ou o sorriso de um amigo, o afastará de tudo isso? “As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, e não subiram ao coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam” [1 Coríntios 2:9].

(2.) Considere quão triste é o seu caso sem Ele. O número de seus pecados é infinito: “Males sem número me têm rodeado” [Salmos 40:12]. Seu coração está tão cheio como sempre, pronto para brotar pecado por toda a eternidade. Deus está irado com você todos os dias. Não há refúgio, senão Cristo. Se você não estiver nEle, você nunca será salvo. Você estará fora da arca quando o dilúvio vier. Você baterá e clamará: Senhor! Senhor! mas será tarde demais. Deus será seu inimigo. O grande dia da Sua ira virá, e quem subsistirá? Alguns de vocês tem sentido alguma fagulha de preocupação; vocês nunca sentiram a milionésima parte do que é a verdade. Oh! Então, vocês deixarão que alguma miserável luxúria, ou orgulho, ou algo com aparência de amor, alguma Herodias, o mantenha fora de Cristo?

 

Seja compelido a apegar-se a Ele a qualquer custo. Se algum negócio vier entre, tomando muito tempo, perturbando os seus Sabaths, o impedindo de vir a Cristo, abra mão disto. Se algum prazer lhe seve de embaraço, interrompe as suas convicções, o enfraquece em oração e leitura da Bíblia, vivifica o seu desejo pelo mundo e pelo pecado, renuncie a tal coisa. Se algum amigo estiver entre você e Cristo, se a companhia deles indispõe você a buscar a Cristo, retire de sua mente, se a conversa vã e ridícula deles o traz de volta ao mundo, deixe-os ir. Não importa se eles rirem e zombarem, pensarem que você é estranho, ridículo, o chamarem de metodista; não importa, uma coisa é necessária, Cristo é precioso, a eternidade está próxima. Se você não fizer isso, você perderá a sua alma. Como Paulo, eu considero tudo como perda.

 

3. Se queremos ser Cristãos, devemos nos entregar ao Seu serviço para sempre. Os pobres Gregos diziam: “Senhor, queríamos ver a Jesus”. Jesus aqui diz-lhes que uma mera visão dEle não funcionará: “Se alguém me serve, siga-me”. Muitas pessoas estão dispostas a serem salvas do inferno; mas elas não estão dispostas a entregarem-se a Cristo para serem Seus servos e seguidores; mas todo aquele que está sob o ensino do Espírito, entrega-se para ser do Senhor. Assim foi com Mateus. “E disse-lhe: Segue-me. E ele, levantando-se, o seguiu” [Mateus 9:9]. Aquele que é verdadeiramente ensinado por Deus sente o pecado interior como um fardo maior do que o medo do inferno: “Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum” [Romanos 7:18]. “Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte?” [Romanos 7:24]. Assim, aquela alma é disposta a ser serva de Cristo para sempre, disposta a ter a orelha furada à porta da casa de Cristo.

 

Isso desvelará os hipócritas. Você está disposto a ser um servo de Cristo, a segui-lO em deveres difíceis, a ser trazido sob as regras do Evangelho? Se não, você é um hipócrita. Considerem o custo de vir a Cristo.

 

 

III. A recompensa.

 

1. Vocês estarão com Cristo. Vocês podem ser expulsos por homens, pai e mãe; serem tratados como a escória de todas as coisas. “Hoje estarás comigo no Paraíso” [Lucas 23:43]; estarão com o Cordeiro no Monte Sião. Sentem-se coMigo no Meu trono: “Pai, aqueles que me deste quero que, onde eu estiver, também eles estejam comigo, para que vejam a minha glória que me deste” [João 17:24].

 

2. O Pai vos honrará. Vocês perderão o louvor dos homens, talvez de alguns que vocês estimam; mas vocês ganharão a honra de Deus.

 

(1) Neste mundo. Vós sois um tesouro peculiar. Ele vos guiará com Seus olhos, ouvirá a vossa oração, estará com vocês nas tribulações, vos encherá com o Seu Espírito, dará aos Seus anjos ordens ao vosso respeito, estará com vocês na morte.

 

(2) Na eternidade. Ele vos receberá, mostrar-lhes-á a Sua salvação, enxugará as lágrimas de seus olhos, será o seu Deus e porção. Jesus vos confessará diante de Seu Pai: Essa alma Me seguiu.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.