Torna-te Para Mim, por R. M. M’Cheyne

|

“Lembra-te destas coisas, ó Jacó, e Israel, porquanto és meu servo;

eu te formei, meu servo és, ó Israel, não me esquecerei de ti. Apaguei as

tuas transgressões como a névoa,  e os teus pecados como a nuvem;

torna-te para mim, porque eu te remi.” (Isaías 44:21-22)

 

Nestas palavras Deus contrasta a condição do Seu povo eleito com a dos pobres idólatras cegos que haviam sido descritos nos versos anteriores. Ah! meus amigos, aos olhos dos homens pode haver pouca diferença entre os filhos do maligno e os filhos de Deus; mas, aos olhos de Deus, eles são tão diferentes quanto o joio do trigo, como o lírio do espinho. Sobre você que está sem Cristo, Deus diz: “Apascenta-se de cinza” (versículo 20); mas para vocês que são Seus filhos, “Lembra-te destas coisas, ó Jacó”. Que Deus abra os nossos olhos para que vejamos as maravilhas de Sua Escritura!

 

 

I. Todos os que vêm a Cristo são perdoados: “Apaguei as tuas transgressões”. Versículo 22.

 

1. Observe a plenitude de Seu perdão: “Apaguei as tuas transgressões como a névoa”. Este perdão completo é demonstrado de muitas maneiras na Bíblia. (1) Ele é comparado com a mudança produzida nas roupas depois de uma lavagem: “ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve” (Isaías 1:18); e novamente: “Àquele que nos amou, e em seu sangue nos lavou dos nossos pecados” [Apocalipse 1:5]. (2) É comparado com algo encoberto: “Bem-aventurado aquele cuja transgressão é perdoada, e cujo pecado é coberto” [Salmos 32:1]. E Jesus diz: “Aconselho-te que de mim compres… roupas brancas, para que te vistas, e não apareça a vergonha da tua nudez” [Apocalipse 3:18]. (3) Este perdão completo é comparado com algo que foi perdido. Ezequias diz: “lançaste para trás das tuas costas todos os meus pecados” [Isaías 38:17]; Micaías: “Tu lançarás todos os seus pecados nas profundezas do mar” [Miquéias 7:19]. Mas ainda assim eles podem estar próximos para sempre? Não, “assim como está longe o oriente do ocidente, assim afasta de nós as nossas transgressões” (Salmos 103:12). Mas e se Deus fosse procurar por elas? “Naqueles dias, e naquele tempo, diz o Senhor, buscar-se-á a maldade de Israel, e não será achada; e os pecados de Judá, mas não se acharão; porque perdoarei os remanescentes que eu deixar” [Jeremias 50:20]. (4) Este perdão completo é comparado a algo esquecido: “E jamais me lembrarei de seus pecados e de suas iniquidades” [Hebreus 10:17]. “De todas as transgressões que cometeu não haverá lembrança contra ele” [Ezequiel 18:22]. (5) Este perdão também é comparado a algo apagado. Apesar de seus pecados terem sido lavados, cobertos, perdidos, esquecidos eles ainda permanecerão no registro de Deus, mas continuarão ali se estivessem “apagados”? Alguém dentre vocês acredita em Jesus, você toma o Filho de Deus como seu Fiador? Tome esta palavra para si mesmo. Veja o que acontecerá com a cédula em que os teus pecados estão escritos. Ela será como uma grande mancha, como uma nuvem espessa. Quando você olhar para estas nuvens, você poderá ler algo escrito ali? Deus não pode mais ler qualquer um dos seus pecados ali, oh! crente em Jesus.

 

2. Observe, que o perdão acontecerá no presente. Não é, eu apagarei; mas, “apaguei”. Alguns dizem, eu espero que Deus me perdoe. Ah, meus amigos, vocês se confundem muito com a Bíblia, um perdão é oferecido para vocês agora, no presente. No momento em que a alma se apega a Cristo, nesse momento esta palavra se torna verdade a seu respeito: “Eu apaguei”. “Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus” [Romanos 8:1].

 

Pergunta. Será que Deus apagou os seus pecados? (1) A maioria diz: “eu não sei”. Eu nunca me perguntei sobre isso. Oh! pecador, se você nunca inquiriu, então eu vou responder por você: nenhum deles está apagado. Cada mau pensamento, palavra e ação que você fez, está escrito contra ti; um dia você encontrará com todos eles. Um coração enganado te desviou, e tu não sabe que há uma mentira na tua mão direita. (2) Dizem alguns: “é impossível responder a isso; eu nunca vi o livro memorial de Deus; como posso saber?”. É verdade, você nunca viu o livro memorial de Deus, e ainda assim há outro livro, e se você procurasse muito, e cresse na palavra que é dita a respeito de Jesus, você saberia que você está perdoado. Ah, sim! é completamente possível. Davi provou, e milhares desde Davi têm recebido, das mãos do Deus bendito, o perdão de todas as suas iniquidades. A mulher que tocou a orla do manto de Cristo sentiu dentro de si que estava curada. Ela não era médica, e ainda assim ela sabia que estava curada. Quando um homem tem um peso nas costas, se você o retira, ele o saberá imediatamente; semelhantemente quando uma alma oprimida vem a Jesus, ela encontra descanso.

 

3. Observe quem apaga: “Eu, eu mesmo, sou o que apago as tuas transgressões por amor de mim” [Isaías 43:25]. (1) Alguns tentam apagar os seus próprios pecados. “Eu me entristecerei e me arrependerei dos meus pecados”, diz um deles. “Eu vou apagá-los com lágrimas, vou orar a Deus, e cobrir meus pecados passados ??com minhas orações fervorosas”, diz outro. “Vou consertar a minha vida e cobrir minha alma nua, com boas ações”, diz outro. Porém tudo isso é inútil; só Deus pode apagar pecados. Ou Ele apagará, ou os pecados não serão apagados: “Eu, eu mesmo, sou o que…”. (2) Alguns têm esperança de que Cristo apagará seus pecados, sem que o Pai saiba. Eles pensam que Cristo está muito disposto a ser um Salvador, mas não o Pai. Porém estão errados; Cristo e o Pai são um. Se você vir a Cristo, o próprio Deus vai dizer-lhe, “eu fiz isso”.

 

Uma palavra às almas não-perdoados: Homem infeliz! Você tem muitos prazeres e muitos amigos; mas de uma coisa você carece: o perdão dos seus pecados. Você não acha que seria mais feliz, que seu coração ficaria mais leve, se você fosse perdoado? Oh! quão miseráveis são todos seus labores e deleites diários, quando você sabe que o inferno está com a boca escancarada para você. Deus nunca apagou os seus pecados; mas você ainda pode ser perdoado: “A vós, ó homens, clamo; e a minha voz se dirige aos filhos dos homens” [Provérbios 8:4]. Venha a Cristo, e Deus é rico em perdoar.

 

 

II. Todos aqueles que vieram a Cristo são servos de Deus. “Porquanto és meu servo; eu te formei, meu servo és”. Duas razões são dadas: 1. “Eu te remi”. 2. “Eu te formei”. Em primeiro lugar, porque te remi. Quando um homem consente que Cristo seja seu Fiador, ele sente que não pertence a si mesmo, mas que foi comprado por bom preço, foi assim que Davi se sentiu: “Ó Senhor, deveras sou teu servo; sou teu servo, filho da tua serva; soltaste as minhas ataduras” [Salmos 116:16]. Assim, Paulo se sentiu, quando ele estava ofegante no chão: “Senhor, que queres que eu te faça?”. Antes da conversão, o não-convertido pensa que ele pertence a si mesmo: “não posso fazer o que quero com o que é meu?”. Ele era o escravo voluntário do Diabo. Mas quando ele vê o preço pago por ele, sente que o Senhor o redimiu da casa da servidão. Agora, ele diz: Eu sou do Senhor. Agora ele é mais o servo do Senhor do que jamais ele fora servo do Diabo. Oh! queridos Cristãos, eu gostaria de ver mais disso em vosso meio, devotai-vos ao Senhor: “Porquanto és meu servo; eu te formei, meu servo és”. Em segundo lugar, porque foste formado por Deus: “o Senhor que te criou e te formou desde o ventre” [Isaías 44:2]. Toda a obra da graça é obra do Senhor, e é maravilhoso aos nossos olhos. Paulo diz: “aprouve a Deus, que desde o ventre de minha mãe me separou, e me chamou pela sua graça, revelar seu Filho em mim” [Gálatas 1:15-16]; e Deus diz a Jeremias: “Antes que te formasse no ventre te conheci, e antes que saísses da madre, te santifiquei” [Jeremias 1:5]. Deus marca os Seus desde o ventre de sua mãe. Quando crianças, Deus entesoura cada oração por eles; cada lágrima da mãe, Ele coloca em seu odre, seus suspiros em Seu livro. Na infância, Ele preserva as suas almas da morte, dá-lhes momentos de despertamento, corrige as palavras em sua memória: “Eu te cinjo, ainda que tu não me conheças” [Isaías 45:5]. Quando chega o seu tempo, Ele os orienta para algum ministério adequado; ou, por algum julgamento dolorido, os desperta, e os conduz a Cristo, atrai, vence, conforta e edifica a alma. Ele é um Criador fiel. “Cantai alegres, vós, ó céus, porque o Senhor o fez” [Isaías 44:23]. Essa alma torna-se verdadeiramente um servo.

 

Alguns de vocês sabem que Deus vos formou. Vocês podem ver os vestígios de Sua mão, guiando-os desde que vocês nasceram, preparando-lhes quando vocês não O conheciam, na mãe que lutou por vocês, nos entes queridos que oraram por vocês, os quais estão agora em seus sepulcros solitários; nos ministros a quem vocês foram trazidos, nos textos a que vocês foram guiados. Oh! sejam servos do Senhor! Deixem que Ele abra os seus ouvidos. Tenham em vosso corpo as marcas do Senhor Jesus.

 

 

III. As almas que estão em Cristo não serão esquecidas por Deus: “Não me esquecerei de ti”. Os filhos de Deus, muitas vezes pensam que o seu Deus se esqueceu deles. Muitas vezes, quando eles caem em pecado e em trevas, eles se sentem afastados de Deus, como se as Suas misericórdias houvessem cessado para sempre. Mas aprendem aqui que Deus nunca se esquece da alma que está em Cristo Jesus.

 

1. Assim foi com Moisés na terra de Midiã. Por quarenta anos, ele pensava que Deus tinha esquecido o Seu povo. Ele perambulou no deserto, vivendo como um pastor, por quarenta anos, triste e desolado. Mas Deus havia realmente esquecido o Seu povo? Não; Ele apareceu em uma chama de fogo em uma sarça, e disse: “Tenho visto atentamente a aflição do meu povo que está no Egito, e ouvi os seus gemidos, e desci a livrá-los. Agora, pois, vem, e enviar-te-ei ao Egito” [Atos 7:34; Êxodo 3:7]. Deus conhece as tuas tristezas, oh, alma em Cristo.

 

2. Assim foi com Davi, nos Salmos 77 e 31.

 

3. Assim foi com Ezequias, quando Deus lhe disse que ele morreria. Ezequias chorou muito: “Como o grou, ou a andorinha, assim eu chilreava, e gemia como a pomba; alçava os meus olhos ao alto; ó Senhor, ando oprimido, fica por meu fiador” [Isaías 38:14]. Será que Deus o esqueceu? Não; Deus envia esta palavra para ele: “Ouvi a tua oração, e vi as tuas lágrimas; eis que acrescentarei aos teus dias quinze anos” [Isaías 38:5]. Deus nunca se esquece da alma que está em Cristo.

 

4. Assim será com o antigo povo de Deus: “Porém Sião diz: Já me desamparou o Senhor, e o meu Senhor se esqueceu de mim. Porventura pode uma mulher esquecer-se tanto de seu filho que cria, que não se compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse dele, contudo eu não me esquecerei de ti” (Isaías 49:14-15).

 

5. Da mesma forma as palavras do texto dizem: “Não me esquecerei de ti”. O mundo pode esquecer de ti, os teus amigos, o teu pai, tua mãe, podem te desamparar; mas contudo “não me esquecerei de ti”.

 

Uma palavra para as almas que estão em Cristo. O Senhor não pode te esquecer. Se você estivesse diante de Deus em sua própria justiça, então saberia que você estava sujeito a ser separado de Seu amor e cuidado; pois suas circunstâncias variam, o seu amor é como a nuvem da manhã e o orvalho da madrugada. Mas você está diante dEle, em Cristo, e Cristo é o mesmo ontem, hoje e para sempre. Tu serás mantido em memória eterna. O mundo pode te esquecer, teus amigos podem te esquecer, pois este é um mundo de esquecimento, tu podes não ter uma lápide sobre teu túmulo; mas Deus não te esquecerá, Cristo colocará o seu nome ao lado daquela Sua fiel testemunha, Antipas. Na vida, na morte e na eternidade “não me esquecerei de ti”.

 

 

IV. A alma redimida deve retornar a Deus: “torna-te para mim”. O pecado e a miséria de cada alma natural consistem em ir para longe de Deus. Adão escondeu-se da presença de Deus. Então Isaías reclama: “deixaram ao Senhor, blasfemaram o Santo de Israel, voltaram para trás” [Isaías 1:4]. E Deus diz: “Que injustiça acharam vossos pais em mim, para se afastarem de mim?” [Jeremias 2:5]. “Porventura esquece-se a virgem dos seus enfeites, ou a noiva dos seus adornos? Todavia o meu povo se esqueceu de mim por inumeráveis dias” [Jeremias 2:32]. Mas quando uma alma vem a Cristo, não há mais razão para que ela fuja de Deus. “Torna-te para mim, porque eu te remi”. Por meio de Jesus “ambos temos acesso ao Pai em um mesmo Espírito” [Efésios 2:18]. “Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim” [João 14:6].

 

Queridos irmãos em Cristo, permitam-me suplicar-lhes que vocês voltem para o Pai.

 

1. Venha para os braços do Seu amor. Quando Deus redime uma alma, Ele quer tê-la em Seus braços, Ele quer cair sobre Seu pescoço e beijá-la. Veja como Ele busca ganhar a alma! Ele diz tudo o que Ele tem feito por ela, tudo o que Ele fará; e acrescenta: “Torna-te para mim, porque eu te remi”. Oh! Por que estais com medo, homens de pouca fé? Por que você se afasta, não vai se aventurar a aproximar-se de Deus? Por que você não corre para Ele? Alguns dizem: “Eu temo por causa dos meus pecados passados”. Oh! Então ouça a Sua palavra: “Eu os apaguei. Torna-te para mim, porque eu te remi”. Alguns dizem: “Eu estou com medo que Ele possa não querer uma criatura fraca e pecadora como eu ao lado dEle”. Oh! néscios, e tardos de coração para crerdes em Sua própria Palavra. Será que a fala dEle não é bastante clara, e doce o suficiente? “Torna-te para mim, porque eu te remi”.

 

2. Venha e tenha comunhão com Ele; caminhe diariamente com Ele. Enoque andou com Deus. Uma vez Adão andou com Deus no paraíso, tão facilmente, Herbert diz: “como você pode caminhar de uma sala para outra”. Ele conversou com Adão a respeito dos Seus juízos. Oh! vinde ao teu Deus, alma perdoada e redimida. Reconcilia-te com Deus e esteja em paz. Venha a Ele; não permaneça sem Ele. Você imagina ser uma grande coisa conhecer um Cristão vigoroso; Oh, quão infinitamente melhor é conhecer a Deus. Está é sua bem-aventurança infinita. Você obterá mais conhecimento em uma hora com Deus, do que em toda uma vida passada ao lado dos homens. Você se tornará mais santo por conversar […] com Deus, do que através de todos os outros meios de graça juntos. De fato, os meios são vaidades inúteis, a menos que você venha a Deus através deles. “Torna-te para mim, porque eu te remi”.

 

3. Uma palavra para o desviado. Alma culpada, você já entrou dentro do véu; você conhece a paz que Jesus dá; você sabe a alegria que vem do sorriso de Deus. Mas você deixou tudo isso e voltou para trás. Alma culpada, você fez pior do que o mundo. Os homens mundanos nunca serviram a Cristo como você um diz fez. Eles cuspiram nEle, O esbofetearam e O crucificaram; mas você O feriu na casa de Seus amigos: “Pois não era um inimigo que me afrontava; então eu o teria suportado; nem era o que me odiava que se engrandecia contra mim, porque dele me teria escondido. Mas eras tu, homem meu igual, meu guia e meu íntimo amigo” [Salmos 55:12-13]. Alma culpada, será que o teu Deus te diz “Apartai de mim maldito?”. Não; ele diz: “Torna-te para mim, porque eu te remi”. “Convertei-vos, ó filhos rebeldes, diz o Senhor; pois eu vos desposei” [Jeremias 3:14]. Volta, pecador, o teu Deus te chama; o Deus que te escolheu, o Salvador que morreu por ti, o Consolador que te renovou. “Torna-te para mim, porque eu te remi”.

 

São Pedro, 8 de julho de 1838.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.