Devocional Banco da Fé • 26 de Novembro

|

Alquimia Celestial

 

“A vossa tristeza se converterá em alegria.” (João 16:20)

 

A tristeza deles, em particular, era a morte e a ausência de seu Senhor, e foi transformada em alegria quando Ele ressuscitou dentre os mortos e mostrou-Se no meio deles. Todas as tristezas dos santos serão, assim, transformadas, mesmo a pior delas, as quais parecem que permanecerão para sempre como fontes de amargura.

 

Então, quanto mais sofrimento, mais alegria. Se nós temos muitas tristezas, então o poder do Senhor as transformará em toneladas de alegria. Assim, quanto mais amarga for a aflição, mais doce será o deleite: o grande balanço do pêndulo para a esquerda fará com que ele volte com força para a direita. A lembrança do sofrimento deve intensificar o sabor do prazer: estabeleceremos um em contraste com o outro, e o brilho do diamante será visto mais claramente por causa do fundo escuro atrás dele.

 

Venha, meu coração, anime-se! Em breve serei tão feliz quanto agora estou triste. Jesus me diz que por uma alquimia celestial minha tristeza se converterá em alegria. Não vejo como isso acontecerá, mas acredito nisso e começo a cantar por antecipação. Esta depressão de espírito não será prolongada; logo estarei entre os mais bem-aventurados, que louvam ao Senhor de dia e de noite, e cantarei sobre a misericórdia que me livrou das grandes aflições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.