O que Significa “Subscrição Completa”?

|

Submetido pelo Dr. James M. Renihan

A subscrição confessional emprega três termos principais em sua nomenclatura: absoluta, estrita/completa e frouxa. A ARBCA adotou a posição intermediária. Segundo o Dr. Morton H. Smith, “a subscrição estrita ou completa leva em conta o valor nominal” da terminologia usada na adoção de uma confissão de fé.

Em um artigo intitulado “The Case for Full Subscription” [O Caso da Subscrição Completa” (em The Practice of Confessional Subscription [A Prática da Subscrição Confessional], ed. by David Hall, Lanham, MD: University Press of America, 1995; páginas 185-6), o Dr. Smith oferece algumas informações úteis [embora em um contexto Presbiteriano com uma tradição muito mais desenvolvida de discussão da questão do que acontece entre os Batistas]. Ele diz:

“Observe algumas coisas que a subscrição completa não significa. Primeiro, não implica que todos os ensinamentos da Confissão… são de igual importância (assim como nem todos os ensinamentos da Bíblia são de igual importância). Aquele que subscreve completamente reconhece que algumas doutrinas são mais fundamentais que outras, de acordo com o exemplo bíblico. Positivamente, aquele que subscreve completamente acredita que ao professar que a Confissão… [é] sua confissão, ele está subscrevendo todas as doutrinas da Confissão… todas elas são parte do sistema de doutrina…. Em segundo lugar, a subscrição completa não exige a adoção de todas as palavras da Confissão… mas acredita positivamente que estamos adotando toda doutrina ou ensinamento da Confissão…”.

Deve-se considerar a linguagem encontrada no acordo assinado pelos mensageiros das igrejas fundadoras em Mesa, Arizona, em março de 1997; a linguagem encontrada na constituição da ARBCA; e no pedido de associação. O primeiro declara: “Declaramos que nossa principal regra de fé e prática é a inerrante Palavra de Deus, e adotamos como nossos padrões subordinados o excelente documento comumente conhecido como a Confissão Batista de Londres de 1689, e a Constituição desta Associação”. A segunda afirma: “Enquanto nos apegamos fortemente à inerrante e infalível Palavra de Deus, como se encontra nos sessenta e seis livros da Bíblia (sendo esta nossa fonte final de fé e prática), abraçamos e adotamos a Confissão de Fé Batista de Londres de 1689 como uma expressão fiel da doutrina ensinada nas Escrituras. Essa Confissão é o padrão doutrinário da Associação”, e no terceiro a igreja concorda com esta declaração: “Aceitamos a Confissão de Fé de Londres de 1689 como uma expressão precisa e confiável do que as Escrituras ensinam e da fé que confessamos”. Em cada caso, as igrejas membros se comprometem com a Confissão como um todo. Nós mantemos a primazia das Escrituras, e “abraçamos e adotamos” a Confissão como uma expressão verdadeira de nossas convicções com relação aos detalhes das Escrituras.

Tomadas ao pé da letra, essas palavras implicam, mesmo que não declarem explicitamente, subscrição estrita ou completa. Isso não significa que tratemos todas as doutrinas da Confissão como se fossem igualmente importantes, mas nos comprometemos com todas as doutrinas da Confissão. Além disso, como o Dr. Smith diz tão bem, “a subscrição completa não exige a adoção de todas as palavras da Confissão ou Catecismo, mas acredita positivamente que estamos adotando toda doutrina ou ensinamento da Confissão ou Catecismos”. Essa é uma distinção importante, e é necessário que seja entendida. É possível que um indivíduo, uma igreja ou uma associação sejam cautelosos quanto ao texto usado para expressar uma doutrina específica sem negar a doutrina que a formulação procura definir. A subscrição completa adota honestamente todas as doutrinas expressas na formulação confessional. No caso da Associação de Igrejas Batistas Reformadas da América, isso significa que, ao subscrever o documento comumente conhecido como A Confissão Batista de Londres de 1689, recebemos todas as doutrinas contidas nele como verdadeiras, fundamentadas na Palavra de Deus.

 

(Esta declaração foi adotada por unanimidade pela Assembleia Geral em La Mirada, CA, em 1999.)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.