Meditações Diárias | 23 de Junho | J.C. Philpot

|

O justo viverá pela fé❞. (Romanos 1:17)

Uma vida de fé em Cristo é tão necessária para a nossa salvação presente e experimental, como a Sua morte na cruz foi necessária para a nossa salvação no passado e no presente. Se você está vivo, vê a si mesmo como um pobre pecador caído, você se vê cercado por inimigos, tentações, pecados e armadilhas; e você se sente totalmente indefeso, tão fraco quanto a água, sem qualquer força para se opor a eles. Pressionado pelo peso da incredulidade, você vê uma montanha de dificuldades diante dos seus olhos, às vezes na providência e às vezes na graça. Você também descobre que o seu coração é uma gaiola de pássaros impuros, e que em você, isto é, em sua carne, não há nada de bom; nem em si mesmo há algum poder ou força para lutar ou fugir.

Então, como essa montanha se tornará uma planície? Como você escapará das ciladas e tentações espalhadas em seu caminho? Como você vencerá os maiores de todos os seus inimigos, sejam exteriores ou internos ou infernais, e alcançará finalmente o portão do céu? Se você disser: “Pela salvação já consumada”, tem certeza de que essa salvação pertence a você? Onde está a evidência disso, se não tiver fé presente em Cristo? Como essa salvação passada pode beneficiá-lo para os problemas presentes, a menos que haja uma aplicação dessa salvação? É essa aplicação e manifestação da salvação que é ser salvo pela vida de Cristo (Romanos 5:10).

Veja como ocorre e a adequação dessa salvação. Você é todo fraqueza, e Cristo é e tem toda a força, o que Ele aperfeiçoa em sua fraqueza. Você é todo desamparo contra o pecado, a tentação e mil inimigos. Mas o socorro está em Cristo como Aquele que é poderoso. Ele, portanto, envia ajuda desde o santuário e o fortalece desde Sião (Salmos 20:2), de modo que esses pecados e inimigos não prevalecerão contra você.

 

Título original: Daily Portions — Via: GraceGems.org: • Traduzido e publicado com permissão. Tradução por Juliana e Ana Beatriz Oliveira Meninel • Revisão por Camila Teixeira