Descansando e Louvando a Deus: Orações Puritanas

|

Descansando em Deus

Ó Deus, altíssimo e gloriosíssimo, o pensamento de Tua infinita serenidade me alegra, pois estou labutando e sofrendo, perturbado e angustiado, mas Tu estás para sempre em perfeita paz. Teus desígnios não Lhe causam nenhum receio ou precaução de insatisfação, eles permanecem firmes como os montes eternos. Teu poder não conhece nenhuma obrigação, Tua bondade nenhuma restrição. Tu tiras ordem da confusão, e minhas derrotas são Tuas vitórias: O Senhor Deus onipotente reina.

Eu venho a Ti como um pecador, com preocupações e tristezas, para lançar cada ansiedade inteiramente a Ti, cada pecado clamando pelo precioso sangue de Cristo; reaviva a profunda espiritualidade em meu coração; permita-me viver perto do grande Pastor, ouvir a Tua voz, conhecer Teus sons, seguir os Teus chamados. Guarda-me do engano ao fazer-me habitar na verdade; do mal, ajudando-me a andar no poder do Espírito. Dá-me mais intensidade de fé nas verdades eternas, ardendo dentro de mim pela experiência das coisas que eu conheço; faça-me nunca ter vergonha da verdade do Evangelho, que eu possa suportar a sua reprovação, vindicá-lo, ver a Jesus como em Tua essência, conhecendo-O no poder do Espírito.

Senhor, ajuda-me, pois estou frequentemente morno e frio; a incredulidade deforma a minha confiança, o pecado me faz esquecer de Ti. Faça com que as ervas daninhas que crescem em minha alma sejam cortadas em suas raízes; concede-me conhecer que eu realmente vivo somente quando eu vivo para Ti, para que todo o restante seja insignificante. Somente a Tua presença pode fazer-me santo, devoto, forte e feliz. Habita em mim, gracioso Deus.

***

 Louvor Noturno

Doador de tudo, outro dia está terminado e eu tomo o meu lugar sob a cruz de meu grande Redentor, onde a cura flui continuamente, onde o bálsamo é derramado em cada ferida, onde me lavo de novo no sangue todo-purificador, certo de que Tu me vês sem manchas do pecado. Ainda um pouco, e eu irei para Tua casa e nunca mais serei visto; ajuda-me a, cingindo os lombos de minha mente, acelerar o meu passo, apressar-me como se cada momento fosse o último, que a minha vida seja em alegria, e minha glória, a morte.

Agradeço-Te pelas bênçãos temporais deste mundo: o ar refrescante, a luz do sol, a comida que renova a força, as roupas que vestem, a habitação que abriga, o sono que dá descanso, o dossel estrelado da noite, a brisa de verão, a doçura das flores, a música dos ribeiros, os carinhos felizes da família, parentes e amigos. As coisas animadas, as coisas inanimadas, servem para o meu conforto. Meu cálice transborda. Não me deixes ser insensível a essas misericórdias diárias. Tua mão concede bênçãos, Teu poder evita o mal.

Eu trago o meu louvor de agradecimento por graças espirituais, o pleno calor da fé, a alegre presença do Teu Espírito, a força de Tua vontade restringidora, Teu cessar da artilharia do inferno. Bendito seja o meu Senhor soberano!

***

Estas orações fazem parte da coletânea “Orações Puritanas“, publicadas por O Estandarte de Cristo.
Tradução por William e Camila Teixeira.
Texto original via: EternalLifeMinistries.org