Meditações Diárias | 28 de Agosto

|

❝E vos confirme em toda a boa palavra e obra.❞ (2 Tessalonicenses 2:17)

A família viva de Deus precisa ser estabelecida na verdade, “para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina’. Não é suficiente para um edifício ser erguido, antes deve ter um fundamento antes que possamos saber se ele permanecerá. O momento mais ansioso do construtor é ver como ele edificará; como as paredes suportarão o telhado, e todas as partes ficarão firmes e boas, sem protuberâncias ou escorregões. Quando o andaime é retirado de um arco recém-construído, como o arquiteto olha para ver se ele vai se ajustar bem e a extensão da queda, se houver alguma.

Assim é na graça. Não se trata apenas de fazer uma profissão de fé que servirá. Muitos edifícios estão bem, desde que o andaime permaneça; muitos arcos parecem firmes enquanto o andaime o suporta. Muitos parecem estar bem nos primeiros dias, quando confirmados pelo zelo e seriedade, ou fortalecidos pelo apoio de outros. Mas como ficará a alma quando as ajudas forem removidas? Será estabelecida na fé, ou cairá em algum erro ou algum mal grosseiro, e assim, como um arco mal construído, cairá em ruínas quando o andaime for retirado?

Como vemos continuamente aqueles que uma vez pareciam firmes na verdade, agora bebendo avidamente algum erro mortal apresentado a seus lábios sob o encanto de uma novidade plausível; e outros caem de cabeça em algum pecado aberto, ou se envolvem em alguma ilusão. Que Senhor vos confirme, a mim e a todos os que desejam temer o Seu nome firme e profundamente na Sua preciosa verdade, para que nunca caímos presos pelo mal ou erro, mas tenhamos uma religião que Ele próprio confirma; que a obra em nosso coração seja a genuína obra de Deus do início ao fim; um edifício de Sua própria criação e de Seu próprio estabelecimento, para que permaneçamos firmes em meio às tempestades do tempo e perseveremos por toda a eternidade!

 

Título original: Daily Portions — Via: GraceGems.org: • Traduzido e publicado com permissão. Tradução por Juliana e Ana Beatriz Oliveira Meninel • Revisão por Camila Teixeira