7 Razões pelas quais as Pessoas Rejeitam o Evangelho

|

Em sua obra, Justification by an Imputed Righteousness [Justificação por uma Justiça Imputada], ele enumera sete razões pelas quais as pessoas rejeitam o Evangelho de Jesus Cristo. Você vai notar que ele começa citando seis razões e depois, como um bom pregador batista, acrescenta uma outra no final.

Que os seus pensamentos sobre a razão pela qual as pessoas rejeitam o Evangelho lhe auxilie para ministrar às almas perdidas, ou talvez o despertem para ver a sua própria necessidade de Cristo. Considere as suas palavras abaixo:[1]

Há seis coisas da parte do homem que são a causa pela qual ele não recebe o Evangelho de Cristo, e, consequentemente, a vida por meio dele.

1. Eles não veem o seu estado por natureza, o quão poluídos estão com o pecado original (Efésios 2:2).

2. Eles não veem a justiça de Deus contra o pecado; eles não conhecem aquele que disse: “Minha é a vingança, eu darei a recompensa” (Hebreus 10:30).

3. Eles não podem ver a beleza de Jesus Cristo (2 Coríntios 4:4).

4. Por serem controlados pelo poder de sua incredulidade, eles não ousam entregar as suas almas a Jesus Cristo, nem ousam confiar na justiça dele, e somente nela (Apocalipse 21:8). Pois,

5. A razão carnal deles também se coloca contra a palavra da fé, e nem ela pode inclinar-se para a graça de Jesus Cristo (1 Coríntios 2:14).

6. Eles amam honrar uns aos outros, amam ser louvados pela sua vã justiça própria; e os tolos pensam que, por serem louvados pelos homens, também serão louvados por Deus: “Como podeis vós crer, recebendo honra uns dos outros, e não buscando a honra que vem só de Deus?” (João 5:44).

Essa última razão, a saber, desejo de vanglória, é a desgraça de milhares; é a desgraça do legalista, é a desgraça do homem bem educado, é a desgraça do formalista, sim, e o que ainda é mais estranho, é a desgraça dos depravados e dos debochados também; pois, embora haja uma geração que, segundo podemos perceber, por um lado, despreza a justiça, enquando ao mesmo, por outro, nutre um grande interesse interior por ela, a ponto de separar tempo para fazer aquilo que lhe parece ser bom, e, conquanto isso possa ser raro, esse infeliz pensa que, por causa disso, Deus o aceita e estima a sua justiça orgulhosa.

Eu poderia acrescentar uma sétima causa, que é a falta de uma meditação séria acerca do julgamento eterno, e o que a ele se seguirá. Se isso fosse seriamente considerado em seu coração, sem dúvida produziria um anseio do espírito por Jesus Cristo para sua justificação, coisa da qual carece a maioria dos homens. Essa consideração fez Félix tremer, e faz o mesmo com os demônios. Eu lhe aconselho a meditar seriamente, e a começar a transformar os seus pensamentos irresponsáveis em pesados suspiros pela misericórdia de Deus em Jesus Cristo, para que você também não vá para aquele lugar de tormento.

 


[1] Extraído de: John Bunyan, Justification by an Imputed Righteousness, vol. 1 (Bellingham, WA: Logos Bible Software, 2006), 333.

 

Título original: 7 Reasons Why People Reject the Gospel — Via: GBTSeminary.org • Tradução: William Teixeira.