Informação adicional

Autor

A Milícia da Fé, por A. W. Pink

REF: d8c31a707648 Categoria:

Descrição

Este Sermão é muito oportuno em nossos dias, e especial para nós. Que o Senhor nos ilumine e nos ajude a compreender…

“Cada verdadeiro cristão tem um “combate” em suas mãos: o eu é o principal inimigo que tem que ser conquistado; nossas circunstâncias, o campo de batalha, onde o combate deve ser travado. E cada um de nós gostaria muito de mudar o campo de batalha. Há coisas desagradáveis ??que, às vezes, tentam extremamente cada um de nós, até que somos tentados a gritar com o salmista aflito: “Oh! quem me dera asas como de pomba! Então voaria, e estaria em descanso” (Salmo 55:6). Sim, é triste dizer: o escritor tem feito a mesma coisa. Mas, quando ele está em seu juízo perfeito (espiritualmente), ele é grato por essas mesmas “circunstâncias”. Por quê? Porque elas oferecem uma oportunidade para sua fé agir e superá-las, e para nós encontrarmos a nossa paz, a nossa alegria, a nossa satisfação, não em um ambiente agradável, não em amigos agradáveis, nem mesmo na doce comunhão com os irmãos e irmãs em Cristo; mas em Deus! Ele pode satisfazer a alma. Ele nunca abandona aqueles que verdadeiramente confiam nEle. Todavia é uma luta fazer isto. Sim, uma verdadeira luta, longa e árdua. No entanto, se clamamos a Deus por ajuda, por força e determinação, Ele não nos faltará, mas nos fará “mais que vencedores” [Romanos 8:37].

Há em cada um de nós o desejo de agir como um covarde, e fugir do campo de batalha, as nossas “circunstâncias”. Isto é o que Abraão fez (Gênesis 12:10), mas ele não ganhou nada com isso. Isto é o que fez Elias (1 Reis 19:3), e o Senhor o repreendeu por isso. E esses casos são registrados, “para nosso ensino” (Romanos 15:4), como advertência para considerarmos em nosso coração. Eles nos dizem que devemos resistir firmemente a esta inclinação para o mal, e nos atentarmos para a exortação: “Vigiai, estai firmes na fé; portai-vos [ajam] varonilmente, e fortalecei-vos” (1 Coríntios 16:13).

“Milita a boa milícia da fé”. O Senhor não nos convida a fazer algo do qual Ele foi dispensado. Oh! que “luta”, o Capitão de nossa salvação suportou! Veja-O lá no deserto: “quarenta dias, tentado por Satanás. E vivia entre as feras, e os anjos o serviam” (Marcos 1:13), e durante todo esse tempo sem comer (Mateus 4:2). Quão ferozmente o Diabo agrediu, e O atacou vez após vez. E o Salvador o enfrentou e o conquistou no terreno da fé, utilizando apenas a Palavra de Deus. Veja-O novamente no Getsêmani; ali a luta foi ainda mais feroz, e tão intensa eram Suas agonias que Ele suou grandes gotas de sangue. Não havia qualquer conforto da parte de seus discípulos, eles não podiam vigiar com Ele nem mesmo uma hora. No entanto, Ele triunfou nisto, no terreno da fé: “O qual, nos dias da sua carne, oferecendo, com grande clamor e lágrimas, orações e súplicas ao que o podia livrar da morte, foi ouvido quanto ao que temia” (Hebreus 5:7).”

Que o Senhor nos ilumine e nos fortaleça, por Seu Amor, que está em Cristo Jesus nosso Senhor. Amém!
 

Informação adicional

Autor