Informação adicional

Autor

As Consequências da Depravação Humana, por A. W. Pink

REF: 9e66e83d2587 Categoria:

Descrição

“A chave que nos abre o mistério da depravação humana é encontrada em uma correta compreensão das relações que Deus nomeou entre o primeiro homem e a sua posteridade. Como a grande verdade da redenção não pode ser correta e inteligentemente apreendida até que percebamos a conexão federal, que Deus ordenou entre o Redentor e os redimidos, nem pode a tragédia da ruína do homem ser contemplada em sua correta perspectiva, a menos que a vejamos à luz da apostasia de Adão do seu Criador”.

Nesta excelente exposição da tragédia que atinge toda a raça humana desde a Queda, Arthur Pink obteve uma graça especial da parte de Deus para evidenciar de forma mui bíblica, e clara e nítida as miseráveis consequências decorrentes do fatídico dia em que o pecado entrou no mundo.

Neste Estudo são desveladas terríveis consequências da Depravação Total do homem, relativas a Adão e Eva, de forma imediata, e também são evidenciadas as repercussões da Queda, consequências que atingem a todos nós, seus descendentes.

Na falta de palavras para descrever esta obra, citaremos um trecho muito caro, e recomendamos a vossa diligente leitura, e acima de tudo, rogamos ao SENHOR que abençoe as considerações a todos nós. Bendito seja o Santo nome. Amém.

***

“Vejam a terrível devastação que o pecado opera. Adão e Eva não apenas irreparavelmente prejudicaram a si mesmos, mas eles se tornaram fugitivos de seu Criador todo-glorioso. Ele é inefavelmente puro, e eles foram contaminados e, portanto, procuraram evitá-lO. Quão insuportável o pensamento para uma consciência culpada que o pecador não perdoado ainda terá que comparecer perante o três vezes Santo! No entanto, ele deve. Não há nenhuma maneira possível, em que qualquer um de nós possa escapar desse encontro terrível.

O escritor e leitor ainda devem comparecer diante dEle e prestar contas de sua mordomia, e a menos que tenhamos fugido para Cristo em busca de refúgio, e tenhamos os nossos pecados apagados pelo Seu sangue expiatório, ouviremos Sua sentença de condenação eterna.

Então, busque-O enquanto se pode achar a misericórdia; invoque-O enquanto está perto em Seus graciosos oferecimentos do Evangelho, pois “Como nós escaparemos” do lago de fogo se negligenciarmos “tão grande salvação?” Não declare que você é um Cristão, mas examine bem o seu fundamento; sim, peça a Deus que sonde o seu coração e mostrar-lhe a sua real condição.

Tome o lugar de um pecador merecedor do Inferno e receba o Salvador dos pecadores.

Nos versos que se seguem podemos descobrir uma quarta sombra solene do dia vindouro. “E chamou o Senhor Deus a Adão, e disse-lhe: Onde estás?” (Gênesis 3:9). Isso foi o Juiz Divino convocando-o para uma conta {um relato} do que tinha feito. Era uma palavra projetada para imprimir sobre ele a culpada distância de Deus para a qual o pecado o removeu. Sua ofensa tinha rompido toda a comunhão entre eles, “porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas?” [2 Coríntios 6:14]. Observem bem que o Senhor ignorou Eva e limitou o Seu discurso à cabeça responsável! Deus claramente o avisara sobre o fruto proibido, “no dia em que dela comeres, certamente morrerás” [Gênesis 2:17].

E a morte, meu leitor, não é aniquilação, mas alienação; como a morte física é a separação da alma do corpo, assim a morte espiritual é a separação da alma do Santo Ser. “Mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça” (Isaías 59:2). Essa é a terrível situação de todos nós, por natureza, “longe” (Efésios 2:13), e, a menos que a graça divina nos salve, nós padeceremos “eterna perdição, longe da face do Senhor e da glória do seu poder” (2 Tessalonicenses 1:9).

***

“Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor” (Romanos 6:23).

***

Que o Senhor se compadeça de nós, por meio e por amor de Cristo Jesus. Amém.
 

Informação adicional

Autor