Informação adicional

Autor

Deus Glorificado na Dependência Humana, por Jonathan Edwards

SKU: 8cc49df20462 Categoria:

Descrição

Este é um dos mais belos e luminosos Sermões sobre a dependência absoluta de todo Crente em relação ao Deus de toda Graça, uma exposição tão bíblica e doce sobre como a glória e Graça de Deus são excelências que conferem brilho intenso e perene uma à outra.

Convidamos a todos a considerar que “Deus é glorificado na obra da redenção pelo fato de que nela se evidencia uma dependência completamente absoluta e universal do redimido nEle”; “O fato de termos tudo de Deus, mostra a plenitude de Seu poder e graça;” que “os redimidos, devido à grandeza de sua dependência de Deus, têm não apenas maior oportunidade, mas obrigação de contemplar e reconhecer a glória e plenitude de Deus. Como seríamos insensatos e ingratos, se não reconhecêssemos essa suficiência e glória das quais dependemos absoluta, imediata e totalmente!”

Este Sermão divide-se da seguinte forma:

I. Há uma absoluta e universal dependência do redimido em Deus.

II. Deus é glorificado na obra da redenção pelo fato de haver tão grande e universal dependência do redimido nEle.

III. Aplicação.

IV. “[…] esta doutrina deve nos ensinar a exaltar somente a Deus: e, pela confiança e dependência, louvá-Lo. Aquele que se gloria, glorie-se no Senhor. Alguém tem alguma esperança de ser convertido, e santificado, e de que sua mente seja dotada de verdadeira excelência e beleza espiritual? Que seus pecados estão perdoados, e que recebeu o favor de Deus, e foi exaltado para a honra e benção de ser Seu filho, e herdeiro da vida eterna? Que ele, então, dê a Deus toda a glória, que, sozinho, faz com que seja diferente do pior dos homens neste mundo, ou do mais miserável dos condenados no inferno. Acaso alguém tem muito conforto e forte esperança de vida eterna? Que a sua esperança não o exalte, mas o disponha para humilhar-se ainda mais, para refletir sobre a própria excessiva indignidade de tal favor, e exaltar somente a Deus. Acaso algum homem é eminente em santidade, e abundante em boas obras? Que ele não leve nada dessa glória para si mesmo, mas a atribua àquele cuja “obra somos, criados em Cristo Jesus para boas obras.”

“A fim de que ninguém se vanglorie na presença de Deus. Mas vós sois dele, em Cristo Jesus, o qual se nos tornou, da parte de Deus, sabedoria, e justiça e santificação, e redenção, para que, como está escrito: ‘Aquele que se gloria, glorie-se no Senhor” (1 Coríntios 1:29-31).
 

Informação adicional

Autor