Informação adicional

Autor

Estamos Quase em Casa!, por Anne Dutton

REF: 4e8ccebc3dbf Categoria:

Descrição

Uma das mais lindas Cartas da amada Anne que conhecemos, até aqui. Graças a Deus somente.

***

Minha mui querida irmã no Senhor, 

Estamos quase em casa! Mais algumas tribulações e, então, adeus aflições, para sempre! O seio de Cristo, a glória do estado celestial, está pronto para nós. Em pouco tempo, seremos totalmente feitas idôneas para participar da herança dos santos na luz. Não se aflija por você ser deixada sozinha, e ter poucos amigos com quem possa abrir o seu coração, pois o seu querido Senhor Jesus nunca te deixará, nem te desamparará; e Ele é um amigo que é mais chegado do que um irmão. Você tem tido a doce experiência da amizade de Cristo desde que você esteve primeiramente familiarizada com Ele; e Seu amor por você, Seu cuidado por você, e Seu poder para salvar você ainda é tão grande como sempre.

O tempo não alterou o coração de Cristo; não, nem todas as fraquezas e provocações que Ele viu em você, mas tendo amado você no passado, livremente, e totalmente, Ele amará você eternamente. Seu Jesus, seu melhor amigo, que já cuidou de você o tempo todo, nunca te rejeitará. Ele gravou você nas palmas das Suas mãos, e os seus muros estão continuamente diante dEle. As criaturas podem esquecer: a mais terna mãe pode esquecer de seu filho lactente, mas o seu Jesus, em Suas misericórdias sem limites, não, não pode esquecer de você. Ele conhecerá a sua alma na adversidade, quando todos os outros refúgios lhe faltarem, e ninguém se preocupar com a sua alma.

Como os passarinhos voam para ajudar e defender os seus filhotes, assim o Senhor Se apressa para ajudá-la, pois o Seu cuidado por você é infinito, e Ele guardará você como a menina dos Seus olhos. Você é uma das joias de Cristo, e Seu coração é o cofre em que Ele irá mantê-la; e a partir de Seu cuidado cordial por você, Seu cuidado providencial por você será demonstrado. E quanto ao poder de Cristo, Ele é o Senhor Todo-Poderoso, e Seus braços eternos nunca cansarão de carregar você e todos os seus fardos. O Senhor sabia muito bem que o Seu povo precisaria ser acarinhado por Ele e carregado por Ele por um longo tempo, que eles por vezes estariam sujeitos a medos, a partir de sua própria fraqueza e indignidade, e da ocorrência de novas dificuldades; e é daqui que eles estariam ansiosos sobre como eles completariam o restante de seu caminho em meio ao deserto. E, portanto, Ele diz: “Ouvi-me, ó casa de Jacó, e todo o restante da casa de Israel; vós a quem trouxe nos braços desde o ventre, e sois levados desde a madre. E até à velhice eu serei o mesmo, e ainda até às cãs eu vos carregarei; eu vos fiz, e eu vos levarei, e eu vos trarei, e vos livrarei” (Isaías 46:3-4).

Oh, minha querida irmã, há graça suficiente nessa promessa para conduzi-la com segurança e conforto através de todas as suas provações restantes, mesmo da morte e até a glória. Portanto, confie sempre no Senhor, porque o Senhor Jeová é uma Rocha Eterna. Ele é o seu Amigo que vive para sempre e ama eternamente. Viva inclinada sobre Ele para tudo em todos, e como o seu tudo, e em todas as coisas esforce-se para viver para Ele; assim o nome de nosso Senhor Jesus será glorificado em você, e você nEle, de acordo com a vontade de Deus e nosso Pai.

Nosso querido Senhor é excessivamente gentil comigo, indigna. Ele acumula favores sobre mim, e me cerca com misericórdia, porque Ele será gracioso, mesmo para mim, uma pobre, vil, pecadora merecedora do Inferno. Oh, é bom para nós que a graça reine pela justiça de Jesus, e que nós, recebendo a abundância da graça, reinaremos com Ele. Oh, bendiga o Senhor comigo, e juntas exaltemos o Seu Nome por toda a Sua grande bondade, e Suas maravilhas para comigo, miserável pecadora. E ore por mim, para que eu possa ser feita santidade ao Senhor, mui proveitosa para a glória do Seu Nome, e muito útil aos Seus queridos e ternos cordeiros. Toda a glória ao meu querido Senhor! Oh, quão grandiosos e muitos têm sido os preciosos pensamentos de bondade de Deus para comigo desde o passado, o que, diariamente, desvela-se em novas maravilhas à minha vista!

Desejo-lhe um rico aumento de toda a graça e paz, por meio do uma vez morto, agora reinante Cordeiro! 
 

Informação adicional

Autor