Informação adicional

Autor

O Maravilhoso Significado Do Batismo, por John Piper

SKU: 7de6947275b4 Categoria:

Descrição

Recomendamos a leitura atenciosa deste instrutivo e mui doce volume sobre o Batismo Cristão, que inclui os seguintes textos por John Piper:

• Uma Celebração Do Batismo

• Considerações Sobre o Batismo

• Irmãos, Magnifiquem o Significado do Batismo

•••

Eis o esboço destes estudos:

• Uma Celebração do Batismo

– A Origem Do Batismo Cristão

– Batismo De Crentes Versus O Batismo Infantil

– Cremos, a saber, que, assim como a circuncisão foi administrada a todos os filhos físicos de Abraão que compunham o Israel físico, assim o batismo deve ser administrado a todos os filhos espirituais de Abraão que compõem o Israel espiritual, a Igreja.

– E quem são esses filhos espirituais de Abraão? 

– Sim, há uma correspondência entre a circuncisão para o Antigo Israel e o batismo para a Igreja. Ambos simbolizam a adesão à comunidade de aliança. Mas também há uma diferença crucial. Com a vinda de João Batista, e Jesus e os apóstolos, a ênfase agora é que o estado espiritual de seus pais não determina a sua participação na comunidade da aliança. Os beneficiários das bênçãos de Abraão são aqueles que têm a fé de Abraão. Estes são aqueles que pertencem à comunidade da aliança, e estes são os que (de acordo com a prática do Antigo Testamento) devem receber o sinal da aliança.

– Portanto, o que nós celebramos no batismo?

Quando perguntamos se Jesus é o seu Salvador e Senhor, celebramos a verdade eternamente importante que eles receberam dEle, a si mesmos.

Quando os batizamos em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, nós celebramos o envolvimento de toda a Divindade em sua conversão e sua nova relação com cada pessoa da Trindade.

Quando os imergimos em água, nós celebramos a morte e sepultamento de Jesus Cristo pelos nossos pecados. 

Quando os emergimos da água, nós celebramos a ressurreição de Jesus e a sua participação na mesma. 

E quando eles saem das águas batismais, celebramos a novidade de vida em amor e alegria que Jesus nos concede.

***

• Considerações Sobre o Batismo

– O Novo Testamento ensina muito claramente que somos salvos pela fé. “Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo” (Atos 16:31; veja também João 3:16). “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus” (Efésios 2:8). “Porque todos sois filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus” (Gálatas 3:26). 

– O Novo Testamento também ensina que a fé é um ato do coração;

– Confissão com a boca é simplesmente o transbordar da fé. Quando Paulo insiste na confissão ele quer dizer: o coração deve estar cheio de fé, e nunca devemos limitar a vida em Cristo a um assunto meramente emocional ou interior. 

– Batismo como uma Expressão Pública de Fé 

– Às vezes, nós nos referimos ao batismo como um símbolo. Isso pode estar dizendo muito pouco, a menos que nós nos lembremos de que existem duas formas para simbolizar algo. 

– O batismo é um símbolo de fé… É uma expressão com o corpo inteiro da aceitação do coração do senhorio de Cristo. Por que é tão apropriado que Jesus o tenha ordenado a todo o Seu povo? Eu penso que é apropriado, porque o que acontece em se tornar um Cristão envolve o corpo, bem como o coração. 

Parece apropriado que uma vez que o senhorio de Cristo reivindica todo o nosso corpo, devemos expressar a nossa aceitação deste senhorio com uma ação de todo o corpo. E a ação que Jesus ordenou é o batismo. O batismo dá expressão à nossa fé, que somos de Deus, da cabeça aos pés. 

***

• Irmãos, Magnifiquem o Significado do Batismo

– Os Sujeitos do Batismo

– O Significado do Batismo 

– A Descontinuidade do Batismo 

– Por que a Inauguração da Nova Aliança Importa? 

João Batista inaugurou esta mudança e introduziu o novo sinal do batismo. Ao chamar todos os judeus a se arrependerem e serem batizados, João declarou poderosa e ofensivamente que a descendência física não forma uma parte da família de Deus e que a circuncisão, que significa uma relação física, será agora substituída pelo batismo, que significa uma relação espiritual. O apóstolo Paulo abordou essa nova ênfase, especialmente em Romanos 9, e diz: “Nem por serem descendência de Abraão são todos filhos; mas: Em Isaque será chamada a tua descendência. Isto é, não são os filhos da carne que são filhos de Deus, mas os filhos da promessa são contados como descendência” (vv. 7-8). 

Portanto, uma mudança muito importante ocorreu na história da redenção. Há uma descontinuidade, bem como uma continuidade.
 

Informação adicional

Autor