Informação adicional

Autor

Formato

eBook/PDF

Páginas

12

Título Original

Christian Behavior: Being the fruits of true Christianity

Ano

2020

Os Deveres de Maridos e Esposas

REF: DMSJB Categorias: ,

Descrição

Os Deveres de Maridos e Esposas


(O texto deste eBook consiste nos capítulos 2 e 5 do livro, Piedade Cristã: Os Frutos do Verdadeiro Cristianismo).

 

Deveres dos Maridos em Relação às suas Esposas

Você tem uma esposa? Então precisa considerar como deve se comportar em relação a ela relação e, para fazer isso corretamente, você deve considerar se sua esposa é crente ou não.

Em primeiro lugar, se ela for crente:

1. Bendiga a Deus por ela pois “o seu valor muito excede ao de rubis”. A mulher é um ornamento e a glória do homem (Provérbios 12:4, 31:10; 1 Coríntios 11:7). “Enganosa é a beleza e vã a formosura, mas a mulher que teme ao Senhor, essa sim será louvada” (Provérbios 31:30).

2. Você deve amá-la sob uma dupla consideração: (1.) Por ela ser carne de sua carne: “Porque ninguém jamais odiou a sua própria carne” (Efésios 5:29). (2.) Por ela ser uma co-herdeira da graça da vida (1 Pedro 3:7). Isso deve fazer com que você a ame com amor cristão, creia que vocês dois são muito amados por Deus e pelo Senhor Jesus Cristo, e que deverão estar juntos com ele na bem-aventurança eterna.

3. Você deve conduzir a si mesmo e a sua esposa como Cristo fez com a sua igreja, como diz o apóstolo: “Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela” (Efésios 5:25). Quando os maridos se comportam como devem, eles não serão apenas maridos, mas serão como uma ordenança de Deus para suas esposas, isto é, eles pregarão e demonstrarão para o modo como Cristo conduz a sua esposa. Há um doce aroma perfumando as relações de maridos e esposas crentes (Efésios 4:32); a esposa consegue simbolizar a igreja e o marido simboliza o Cabeça e Salvador: “Porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo” (Efésios 5:23).

Um dos principais objetivos de Deus em instituir o casamento é que Cristo e sua igreja sejam simbolizados onde quer que haja um casal que, pela sua graça, crê. Portanto, aquele marido que se comporta de modo indevido para com sua esposa não apenas se porta de maneira contrária à regra, mas também faz com que ela seja privada do benefício de tal ordenança e prejudica o mistério simbolizado por essa relação.

Portanto, “quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo. Porque nunca ninguém odiou a sua própria carne; antes a alimenta e sustenta, como também o Senhor à igreja” (Efésios 5:28-29). Cristo entregou a vida por sua igreja, ele cuida das fraquezas dela, comunica-lhe a sua sabedoria, a protege e ajuda a cumprir seus deveres desse mundo — e isso é o que os homens devem fazer para com suas esposas. Salomão e a filha de Faraó tinha o dom de fazer isso como você pode ver no livro de Cânticos. Maridos, suportem as fraquezas de suas esposas, ajudem-nas em suas enfermidades e as honrem como vasos mais fracos e frágeis (1 Pedro 3:7).

Em uma palavra, seja um tal marido para a sua esposa crente que ela possa dizer: Deus não apenas me deu um marido, mas um marido que é como uma pregação diária para mim sobre o modo como Cristo trata a sua igreja.

Em segundo lugar, se a sua esposa for incrédula ou carnal, então você também tem um dever diante de si, o qual precisa cumprir sob um duplo compromisso: (1.) Pois ela está sujeita a cada momento à condenação eterna. (2.) E porque a mulher que está nessa situação tão triste é sua própria esposa.

Informação adicional

Autor

Formato

eBook/PDF

Páginas

12

Título Original

Christian Behavior: Being the fruits of true Christianity

Ano

2020