Informação adicional

Autor

Sermão Nº 2087, Graça por Graça, por C. H. Spurgeon

SKU: 61b65796ae5e Categoria:

Descrição

Neste mui querido e significativo Sermão, Charles Haddon Spurgeon compõe uma das mais belas tessituras sobre a Graça Soberana de nosso Senhor e Deus, a partir da seguinte Porção da Escritura: “Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para que pudéssemos conhecer o que nos é DADO GRATUITAMENTE por Deus”. (1 Coríntios 2:12).

Este doce tema é introduzido de forma a demonstrar que “a Graça não começa a meio caminho em diante do alfabeto, mas é o Alfa da nossa esperança”.

“É minha agradável tarefa, embora em grande fraqueza, expor a excedente gratuidade da Graça de Deus e, assim, definir diante de vocês uma porta aberta – para que você que nunca entrou possa corajosamente fazê-lo. E você para que você, que já entrou, pode sentar-se no interior e cantar para o louvor da glória de Sua graça, na qual Ele fez você “aceito no Amado”. Meu texto fala dos dons de Deus dados gratuitamente a nós e do caminho pelo qual podemos recebê-los e conhecer a sua excelência e valor; em todas estas três coisas isso nos mostra que tudo é por Graça Divina – isso é dado de Graça, isso é recebido por meio da Graça, isso é compreendido por Graça. “A graça reina”, e a graça somente”.

Este Sermão é dividido nos seguintes pontos:

I. As coisas de Deus são dadas gratuitamente. Todas as bênçãos da salvação são um presente.

II. O poder de receber desses dons também é dado gratuitamente.

III. O conhecimento destes dons é dado gratuitamente.

Ó, Maravilhosa Graça! Que luz celeste há nesta preciosa expressão inspirada: “Dado gratuitamente por Deus”!

“‘Bem’, você diz, ‘a palavra ‘dado’ é o suficiente para expressar o significado, não é?’ Sim, seria o suficiente, se os homens estivessem dispostos a entender. Mas a palavra adicional ‘gratuitamente’ destina-se a tornar o significado duplamente nítido. Quando dizemos ‘Graça’, não há necessidade de dizer Livre Graça, não é? No entanto, existem algumas pessoas que estarão convenientemente surdas, se puderem. Queremos falar deste modo para que elas não somente possam nos entender, mas para que não possam entender mal, mesmo que tentem. O texto é muito expressivo: ‘O que nos é dado gratuitamente por Deus.’”

Spurgeon conclui com uma exortação especial ao Povo de Deus, que tudo o que é e tem recebe graciosa e gratuitamente da Boa mão de Deus, por meio de nosso Senhor Jesus. E juntamente com ele, anelamos que “o próprio Senhor abençoe a todos, de acordo com as riquezas de Sua graça. Amém”.

 

Informação adicional

Autor