Informação adicional

Autor

Sermão Nº 238, Reforma, por C. H. Spurgeon

SKU: a7e52ffe12b9 Categoria:

Descrição

Recomendamos a leitura atenciosa deste e-book e que Deus nos ilumine e nos conduza a uma real e santa Reforma em toda nossa maneira de viver; e que pela exaltação e vivencia da e na Verdade, Deus seja glorificado.

•••

E acabando tudo isto, todos os israelitas que ali se achavam saíram às cidades de Judá e quebraram as estátuas, cortaram os bosques, e derrubaram os altos e altares por toda Judá e Benjamim, como também em Efraim e Manassés, até que tudo destruíram (2 Crônicas 31:1).

É uma visão agradável ver os milhares reunidos para o culto a Deus, mas é lamentável refletir quantas vezes a reverência que é exibida no santuário é perdida quando os primeiros tempos fazem parte do passado. Com que frequência o discurso mais sério do pregador é esquecido e torna-se como “a nuvem da manhã e como o orvalho da madrugada”. Nós muito frequentemente vamos até à Casa de Deus e imaginamos que fizemos o nosso dever quando assistimos ao culto. Autossatisfeitos, nós voltamos cada um para sua casa.

Oh! que lembrássemos que a pregação do Evangelho é apenas a semeadura!

A colheita deve vir depois. Hoje nós, por assim dizer, lançamos a primeira pedra de um edifício. E daí em diante esse edifício deve ser construído, pedra por pedra, através de sua prática diária, até que finalmente a pedra do pináculo seja trazida com brados de alegria e júbilo. Bem disse a mulher Escocesa, quando o marido perguntou-lhe, em seu retorno da Casa de Deus, mais cedo do que o habitual: “Esposa, o sermão todo já finalizou?”, “Não, Donald”, disse ela, “foi já completamente pronunciado, mas não começou a ser praticado”. Havia sabedoria em sua fala concisa, uma sabedoria que nós também frequentemente esquecemos.

A oração é o fim da pregação! Reforma, conversão, regeneração, estes são os fins do ministério, e uma vida santa deve ser o resultado de vosso culto devoto.

•••

I. Para começar, então, o verdadeiro resultado de todas as nossas reuniões deve ser, em primeiro lugar, QUEBRAR TODAS AS NOSSAS IMAGENS.

II. Vamos agora dar um passo adiante e considerar o que é CORTAR OS BOSQUES. Bosques são os locais onde essas imagens foram criadas.

III. Além disso, eles não só quebraram as imagens e cortaram os bosques, mas eles DERRUBARAM OS ALTOS POR TODA A JUDÁ E BENJAMIM. Este foi, talvez, o trabalho menos necessário, mas mostrou o rigor de seu desejo de servir ao Senhor. Estes altares foram construídos para o culto do verdadeiro Deus, mas eles foram construídos contra a Sua ordem expressa.
 

Informação adicional

Autor