Informação adicional

Autor

Sermões Graciosos: 15 Sermões Sobre a Graça de Deus, por C. H. Spurgeon

REF: 44584b4aa468 Categoria:

Descrição

 

“Louvarei o nome de Deus com um cântico, e engrandecê-lo-ei com ação de graças” [Salmos 69:30]

Graça! Graça! Graça! O que poderíamos ter feito, sem a concessão da Graça de Deus, que flui para nós, por meio do Bendito Mediador, o nosso Senhor Jesus Cristo!? “Levantai ao alto os vossos olhos, e vede quem criou estas coisas”! Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias! Hoje, amados, é um dia muito especial, que nos foi concedido segundo as infinitas misericórdias de nosso Senhor e Deus, a publicação do 100º E-book, através de OEstandarteDeCristo.com. E quão amorável é que possamos celebrar este momento com a divulgação de uma bela coletânea de textos preciosos sobre a Graça Divina, por Charles Haddon Spurgeon; de fato, são Sermões graciosos, para o louvor e glória do Deus de toda Graça.

Maravilhamos-nos ao meditar sobre a sábia e infalível Providência, a terna Bondade, grande Poder, e tão forte e imutável Amor de nosso Deus e Pai e de Nosso Senhor Jesus Cristo, por meio de quem rendemos todo o louvor e glória ao Deus do céu e da terra; bendizemos Aquele que criou todas as coisas, e que realizou todas as graciosas maravilhas que hoje se veem.

Muitas são, ó Senhor, as tuas misericórdias! Glória, pois a Ele, nas maiores alturas. “Porque quem sou eu, e quem é o meu povo, para que pudéssemos oferecer voluntariamente coisas semelhantes? Porque tudo vem de ti, e do que é teu to damos”. Posso, neste caso, bem dizer como um querido Puritano o fez, ao contemplar as obras de Deus: “Ninguém é capaz de fazer todas estas coisas, na variedade de suas formas, virtudes, belezas, vida, funções e qualidades, senão unicamente o nosso gloriosíssimo Deus.” Aleluia!

Quando contemplo o que o Senhor fez por nós até aqui (tudo mui formoso ao Seu tempo), meu anelo é que minha alma não se esqueça de nenhum de Seus benefícios.

Não muito tempo atrás, li um Sermão do Sr. Spurgeon, chamado “Um Chamado aos Não Convertidos”; aquele texto foi, a mim, iluminado com Luz Divina, e teve uma tal impressão em minha alma e coração, que posso dizer que foi um meio gracioso, usado por Deus, como um vigoroso alerta para Grandes Verdades Eternas, e para minha urgente necessidade de Salvação pela fé em Cristo Jesus, somente. Desde então, os textos de Charles Haddon Spurgeon têm tido, aos meus olhos tanto uma importância ímpar quanto uma beleza amorável, repleta de grande afeição; e assim, imensamente agradeço a Deus pela vida e obra deste Irmão e servo de Cristo.

Um pouco depois deste período de conversão e conhecimento de verdades mais bíblicas, o Senhor se agradou em, segundo a Sua misericórdia, nos conceder o ministério de traduções de Sermões para a língua Portuguesa; e sentimos este chamado especialmente por causa de Sermões do Spurgeon. Ó profundidade das riquezas, da sabedoria e do conhecimento de Deus! Quão insondáveis e maravilhosos são os Seus propósitos eternos!

Cada um destes Sermões é um marco da Graça para todos os que contribuem conosco, seja nas traduções, revisões, divulgações ou orando por nós. Agradeço a Deus pela vida de cada um de vocês, Irmãos. Cremos que o SENHOR chamou à existência cada um destes Sermões “pelos seus nomes; por causa da grandeza das suas forças, e porquanto é forte em poder”; nós nada somos, pois “Deus deu o crescimento”, e cremos que assim será com os demais Sermões que Ele nos conceder. Louvado seja Deus!

Este marco da Graça que celebramos hoje, e que sentimos a cada tradução, é tão belo e precioso aos meus olhos, pois, quão sublime é saber que, segundo os eternos propósitos de Deus, hoje podemos, por Graça, somente, de certa forma cooperar com tal obra, que também tem um significado eternamente importante em nossas vidas. Nossa esperança é que o Soberano Deus que decreta fins e meios possa continuar abençoando tais textos como no passado, tal como o fez conosco, e como pode fazer no futuro. Assim, louvamos a Deus pela vida de cada pessoa que passará os olhos por estes textos; e a cada tradução publicada, podemos dizer: Senhor, “do que é Teu to damos”, e pedimos que o Senhor os use conforme Lhe agradar. E hoje, que preciosidade temos recebido, e entregamos ao nosso Deus! Pedimos que Deus continue sendo conosco, e que façamos tudo por amor a Ele, e “por amor de vós, para que a graça, multiplicada por meio de muitos, faça abundar a ação de graças para glória de Deus. Por isso não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia…” e que não atentemos para as coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas.”

Todos os sermões de Spurgeon têm um só tema: Cristo, e creio piamente que quando o Senhor Jesus for erguido da terra, a todos Ele atrairá a Si [João 12:32]. Penso em cada um destes Sermões como uma pérola sobre a Pérola de Grande Valor, como um tesouro, sobre o Tesouro de nossas vidas, como flores de aroma celeste, como o das Vestes que “cheiram a mirra e aloés e cássia”; mas essencialmente como flechas sacadas da aljava de Jeová, que com Sua Mão Poderosa pode usá-los como Lhe apraz e para a Sua Glória, somente. Peço que seja assim. Minha oração é que, por meio destes textos, assim como eu, muitos sejam convertidos, edificados, e que as ações de graças sejam multiplicadas, para a glória de Deus, somente. “Dizendo: Amém. Louvor, e glória, e sabedoria, e ação de graças, e honra, e poder, e força ao nosso Deus, para todo o sempre. Amém” [Apocalipse 7:12]. “Ora, ao Rei dos séculos, imortal, invisível, ao único Deus sábio, seja honra e glória para todo o sempre. Amém” [1 Timóteo 1:17]

Que Deus nos abençoe, queridos Irmãos, por amor do Senhor Jesus Cristo!

Soli Deo Gloria!
Sola Gratia!
Solus Christus!

Camila Rebeca, Em nome do EC
 

Informação adicional

Autor