Entre ou cadastre-se

Devocional Banco da Fé • 15 de Abril

Os Desejos dos Justos Será Concedido

“O desejo dos justos será concedido.” (Provérbios 10:24)

 

Porque é um desejo justo, certamente Deus o concederá. Não seria nem bom para o próprio homem, nem para a sociedade em geral, que tal promessa fosse feita para os injustos. Guardemos os mandamentos do Senhor, e Ele legitimamente terá consideração aos nossos desejos.

 

Quando os justos desejam o que é mal, isso não será concedido a eles. Mas, estes não são os seus verdadeiros desejos; estes são os seus desvios ou erros, e assim, devem ser recusados. Os seus desejos graciosos serão apresentados diante do Senhor, e Ele não os negará.

 

Será que o Senhor tem negado os nossos pedidos por um momento? Que esta promessa nos encoraje hoje a pedir novamente. Ele tem nos negado por completo? Vamos agradecer-Lhe, pois sempre foi o nosso desejo que Ele deve nos negar, se julgar que assim será melhor.

 

Quanto a algumas coisas, nós pedimos muito corajosamente. Nossos principais desejos são por santidade, utilidade, semelhança com Cristo e preparação para o céu. Estes são os desejos da graça, em vez da natureza, ou seja, são os desejos do homem justo, e não do mero homem. Deus não se limita a apenas estas coisas, mas fará por nós muito mais abundantemente. “Deleita-te também no Senhor, e te concederá os desejos do teu coração”. Neste dia, minha alma, peça de modo abundante!