Cristo, A Porta Para A Igreja, por Robert Murray M’Cheyne

[Baixe o e-book desse sermão, em formato PDF, clicando AQUI]

“Jesus disse-lhes esta parábola; mas eles não entenderam o que era que lhes dizia. Tornou, pois, Jesus a dizer-lhes: Em verdade, em verdade vos digo que eu sou a porta das ovelhas. Todos quantos vieram antes de mim são ladrões e salteadores; mas as ovelhas não os ouviram. Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens. O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância” (João 10:6-10).

CRISTO É O MAIS GENTIL DE TODOS os mestres. Ele estava falando a uma multidão de judeus ignorantes e preconceituosos, e ainda quão gentilmente ele lida com eles. Ele disse-lhes uma parábola, mas eles não compreenderam. “Jesus disse-lhes esta parábola; mas eles não entenderam o que lhes dizia. Tornou, pois, Jesus a dizer-lhes”. E ainda, nos é contado que Cristo disse-lhes novamente. Ele lhes deu uma descrição de um verdadeiro e de um falso pastor, e da porta para o aprisco das ovelhas; mas eles (continue reading…)


O Som Alegre do Evangelho da Graça de Deus, por Augustus Montague Toplady

[Baixe o e-book desse sermão, em formato PDF, clicando AQUI]

A essência de um Discurso pregado na Lock Chapel, próximo de Hyde Park Corner, no Domingo, 19 de Junho de 1774.

“Quão preciosa é, ó Deus, a tua benignidade, pelo que os filhos dos homens se abrigam à sombra das tuas asas” (Salmos 36:7).

“Bem-aventurado o povo que conhece o som alegre; andará, ó Senhor, na luz da tua face. Em teu nome se alegrará todo o dia, e na tua justiça se exaltará” (Salmos 89:15-16).

Muitas vezes me maravilhei diante da dureza daqueles escritores que presumiram em afirmar que o Evangelho, ou mensagem da livre e plena salvação, pelo sangue e Justiça do Filho coeterno de Deus, era desconhecido daqueles que viviam sob a dispensação legal.

Nada pode ser mais falso. Nós podemos tão razoavelmente afirmar que o sol não brilhou durante a dispensação legal. E, como era o mesmo sol que agora brilha, este então iluminava o mundo, assim era o mesmo Sol da justiça, que agora resplandece sobre as almas de Seu povo trazendo cura em suas asas (Malaquias 4:2), que então brilhou sobre os eleitos de Deus, visitou-os com as (continue reading…)


A Plenitude do Mediador, por John Gill

[Baixe o e-book desse sermão, em formato PDF, clicando AQUI]

Sermão pregado em 15 de Junho de 1736, à Sociedade que apoia a Tarde de Leitura do Dia do Senhor, próximo de Devonshire-Square.

“Porque foi do agrado do Pai que toda a plenitude nEle habitasse” (Colossenses 1:19).

O apóstolo, após sua habitual saudação à igreja de Colossos, com uma grande dose de deleite, toma conhecimento da fé deles em Cristo, e amor a todos os santos, eleva várias petições em sua consideração, para um crescimento do conhecimento espiritual, santidade, fecundidade, paciência e força; agradece por algumas bênçãos especiais da Graça que Ele e eles foram participantes; tais como alcançar o céu; a libertação do poder das trevas; a ida para o reino de Cristo; a Redenção, pelo Seu sangue; e o perdão dos pecados, e em seguida, toma uma ocasião para expressar as glórias e grandezas da pessoa de Cristo; que, segundo ele, versículo 15, é a imagem do Deus invisível, a original, essencial, eterna, não-criada, perfeita e expressa imagem da Pessoa de seu Pai, a quem nenhum dos homens viu, em qualquer momento; e o primogênito de toda criação: Não que Ele foi a primeira criatura que Deus fez, o que não concordará com o raciocínio do apóstolo no versículo seguinte, pois nEle foram criadas todas as coisas; e (continue reading…)


7 Características de Falsos Profetas, por Thomas Brooks

[Baixe o e-book desse sermão, em formato PDF, clicando AQUI]

Satanás trabalha possível e principalmente, por meio de falsos mestres, os quais são mensageiros e embaixadores, para enganar, iludir e sempre destruir as preciosas almas dos homens (Atos 20:28-30; 2 Coríntios 11:13-15; Efésios 4:14; 2 Timóteo 3:4-6; Tito 1:11-12; 2 Pedro 2:18-19): “Nos profetas de Samaria bem vi loucura; profetizavam da parte de Baal, e faziam errar o meu povo Israel” (Jeremias 23:13). “Assim diz o Senhor acerca dos profetas que fazem errar o meu povo” (Miqueias 3:5). Eles os seduzem, e os desviam do caminho direito para atalhos e para os cegos matagais de erro, blasfêmia e iniquidade, onde eles estão perdidos para sempre. “Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores” (Mateus 7:15). Estes lambem e sugam o sangue das almas: “Guardai-vos dos cães, guardai-vos dos maus obreiros, guardai-vos da circuncisão” (Filipenses 3:2). Estes beijam e matam; estes clamam: paz, paz, até que as almas sejam lançadas no fogo eterno, etc. Provérbios 7. (continue reading…)


Como Devemos Viver? por Paul David Washer

[Baixe o e-book desse sermão, em formato PDF, clicando AQUI]

INTRODUÇÃO

Antes de eu começar, quero compartilhar algo com vocês. O irmão Leiter e eu estávamos conversando e eu lhe compartilhei sobre minhas fraquezas. E nós conversamos, e eu disse a ele sobre mim mesmo: “Sabe, quando eu digo as pessoas, quão fraco eu sou, elas pensam que eu estou sendo humilde, e não percebem que realmente estou dizendo a verdade”.

Eu gostaria que os jovens presentes aqui soubessem algo muito importante. Algumas vezes, olhamos os homens que pregam e ensinam, e pensamos que Deus os usa porque eles têm crescido em algum grau de nível espiritual. Mas isto não é realmente verdade. Veja, eu espero que eu não seja hipócrita, espero que eu seja sincero, penso que realmente quero seguir a Jesus Cristo com todo meu coração. Mas os homens são fracos. Não existem corajosos, eles não sabem muito. Deus usa as pessoas fracas. Estou dizendo que se você olha para a Bíblia, você vê isso. Olhe para os homens e as mulheres que Ele usou. Não há isso de “grande (continue reading…)


Sermão nº 924, Somente Jesus, por Charles Haddon Spurgeon

[Baixe o e-book desse sermão, em formato PDF, clicando AQUI]

Pregado na Manhã do Dia do Senhor, em 3 de Abril de 1870, por C. H. Spurgeon, no Tabernáculo Metropolitano, Newington.

“Ao erguer os olhos, a ninguém mais viram, senão somente a Jesus” (KJV).

As últimas palavras nos bastarão para um texto, “Somente a Jesus”. Quando Pedro viu o Senhor com Moisés e Elias, ele exclamou: “Mestre, é bom estar aqui”, como se ele desse a entender que era melhor estar com Jesus, Moisés e Elias, do que estar apenas com Jesus. Agora era certamente bom que pela primeira vez em sua vida, ele visse a Cristo transfigurado com os representantes da Lei e dos Profetas; isto seria, para aquela ocasião especial, a melhor visão que ele podia ver, mas como uma coisa normal, um êxtase tão sublime não teria sido bom para os discípulos, e o próprio Pedro logo descobriu isso, pois quando a nuvem luminosa lhe ofuscou, e a Voz foi ouvida do Céu, nós achamos que ele com o restante, tornaram-se mui temerosos. A melhor coisa, depois de tudo, para Pedro não era a tensão excessiva da Transfiguração, nem a companhia deleitosa dos dois grandes espíritos que (continue reading…)


A Depravação Total do Homem e a Sua Necessidade de Um Salvador, por Paul David Washer

[Baixe o e-book desse sermão, em formato PDF, clicando AQUI]

É um grande privilégio para mim estar com vocês nesta noite de hoje. E vou ficar aqui sob uma condição, e a condição é esta: que vocês não quebrem o meu coração. Como é que vocês vão quebrar o meu coração? Ao atribuir a homens a glória que só pertence a Deus!

[Ouvintes aplaudem]

Outra coisa: Nós já tivemos palmas o suficiente hoje à noite. Por favor, não batam palmas.

Às vezes eu gostaria de te pegar pela mão e conduzir você na história da igreja, eu gostaria de introduzir você a homens e a igrejas na história, que estimavam a Deus a tal ponto, que honravam a Deus a tal ponto, que eles nunca fariam o que vocês fizeram aqui hoje à noite. Homens são pó, e à parte da graça de Deus eles não são nada mais do que pessoas que odeiam a Deus. Isso inclui até aqueles de nós que pregamos. Se nós verdadeiramente conhecemos a Deus. Se nós realmente estamos na Sua Presença, se um (continue reading…)


Gloriando-se na Cruz de Cristo, por Robert Murray M’Cheyne

[Baixe o e-book desse sermão, em formato PDF, clicando AQUI]

“Mas longe esteja de mim gloriar-me, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim e eu para o mundo” (Gálatas 6:14).

Doutrina: Gloriando-se na Cruz

I. O assunto aqui falado por Paulo. A CRUZ DE CRISTO. Essa palavra é usada em três sentidos diferentes na Bíblia. É importante distingui-los.

1. Ela é usada para significar a cruz de madeira, o madeiro sobre o qual o Senhor Jesus foi crucificado. A punição da cruz foi uma invenção Romana. Era usada apenas no caso de escravos, ou malfeitores mui notórios. A cruz era feita de duas vigas de madeira que se cruzavam. Ela era colocada no chão e o criminoso, estendido sobre ela. Um cravo era introduzido através de cada mão, e um cravo através de ambos os pés. Em seguida, era levantada na posição vertical, e deixada cair em um buraco, em que era presa. (continue reading…)


Sermões nºs 141-142, Substituição, por Charles Haddon Spurgeon

[Baixe o e-book desse sermão, em formato PDF, clicando AQUI]

Pregado na Manhã de Domingo, 19 de Julho de 1857, no Music Hall Surrey Gardens.

“Àquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus” (2 Coríntios 5:21).

UM LIVRO é a expressão dos pensamentos do escritor. O livro da natureza é uma expressão dos pensamentos de Deus. Temos pensamentos terríveis de Deus nos trovões e relâmpagos, pensamentos do amor de Deus na luz do sol e na brisa amena. Temos abundantes, prudentes, cuidadosos pensamentos de Deus na colheita acenando e no pasto amadurecido. Temos pensamentos brilhantes de Deus nas cenas maravilhosas que são contempladas de montanha e vale. E nós temos os mais doces e agradáveis pensamentos de Deus sobre beleza nas pequenas flores que florescem aos nossos pés. Mas você irá notar que Deus tem nos dado mais proeminência na Natureza para aqueles pensamentos que precisavam ter a preeminência. Ele não nos deu acres amplos (continue reading…)


Sermão nº 3544, O Único Caminho, por Charles Haddon Spurgeon

 [Baixe o e-book desse sermão, em formato PDF, clicando AQUI]

Publicado em 28 de Dezembro de 1916, quinta-feira.
Pregado por C.H. Spurgeon, no Tabernáculo Metropolitano de Newinton, na Tarde do Dia do Senhor, 31 de Março de 1872.

“Disse-lhes Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por Mim” (João 14:6).

JESUS estava falando sobre o Pai, sobre Sua ida para o Pai, sobre a casa do Pai e sobre ir para lá. E Ele foi questionado por Tomé com esta pergunta: “Nós não sabemos para onde vais, e como podemos saber o caminho?” Devemos entender este versículo como sendo uma resposta para essa pergunta. Ele diz-lhe para onde estava indo, ou seja, para o Pai, e também o caminho para o Pai, ou seja, por Si mesmo.

Agora, este versículo tem sido lido e lido, também, com uma grande quantidade de proveito, sem sempre ser lido corretamente. Por exemplo, suponha que eu tivesse que dividir meu sermão em três partes, esta noite, e mostrar que, em primeiro lugar, Cristo é (continue reading…)


  • Comentários

  • O Estandarte de Cristo.
    Desenvolvido Por Hospedy - Comunicação Virtual | Direitos Reservados O Estandarte De Cristo